Portal Correio Amistoso do Campinense pode ter que mudar de lugar

Amistoso do Campinense pode ter que mudar de lugar

O segundo amistoso da pré-temporada do Campinense Clube está programado para sexta-feira (23), no estádio Amigão, na cidade de Campina...

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Divulgação/Campinense

O segundo amistoso da pré-temporada do Campinense Clube está programado para sexta-feira (23), no estádio Amigão, na cidade de Campina Grande, contra o Santa Cruz-PE. Mas o confronto interestadual pode mudar de local devido à não liberação daquela praça de esportes por parte do Ministério Público da Paraíba (MPPB), que divulgou documento vetando outros amistosos na Paraíba.

Com Messi eleito craque, Argentina domina prêmios

A preocupação da diretoria do Campinense em relação à marcação de amistosos na fase de preparação aumentou depois de tomar conhecimento da portaria 016/2022, na última sexta-feira (16) assinada pelo procurador de Justiça, coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) e da Comissão Estadual permanente de prevenção e combate à violência nos estádios, Valberto Cosme de Lira.

Acompanhe a TV Correio na internet

A portaria proíbe a “Realização de jogos amistosos em praças esportivas sem existência dos laudos previstos no Estatuto do Torcedor”. O documento afirma ainda que “Considerando que notícias chegam ao Nudetor de que vários clubes profissionais no estado programam jogos amistosos para campos, estádios e até centros de treinamentos sem cumprir o disposto no art. 23, ou seja, a apresentação dos laudos previstos no art. 23, da Lei 10.671/03, regulamentado pelo Decreto 6.795/2009 e Portaria 290/2015 do Ministério dos Esportes”.

“Considerando que os laudos mencionados no item anterior se destinam à segurança de todos os que se encontrarem no local do evento, a saber, torcedores, atletas, comissões técnicas, profissionais da imprensa, etc; resolve instaurar o presente Procedimento de Gestão Administrativa com vistas a: acompanhar o descumprimento por parte das equipes às normas do Estatuto de Defesa do Torcedor, objetivando, também, colher informações e ou documentos que sirvam para apuração de infrações na área criminal e administrativa”.

Com essa medida, a diretoria do Campinense tenta transferir o jogo para Recife, mantendo a data no próximo dia 23(sexta-feira). E em relação à partida de número dois diante do tricolor pernambucano, poderá ser marcada para Campina Grande, quando o Amigão for liberado, ou o amistoso deverá ser cancelado.

Últimas