Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Casamento coletivo une mais de 30 casais de reeducandos, em João Pessoa

Na última terça-feira (05) cerca de 35 casais se reuniram para celebrar em conjunto um casamento coletivo no Centro Estadual de...

Portal Correio|

Portal Correio
Portal Correio Portal Correio

Na última terça-feira (05) cerca de 35 casais se reuniram para celebrar em conjunto um casamento coletivo no Centro Estadual de Formação de Professores, em João Pessoa. Os casais de reeducandos puderam oficializar as uniões perante uma festividade ao amor e à humanização.

“Estamos juntos há três anos e, graças a Deus, chegou o dia de hoje. Estou muito feliz”, essas foram as palavras de Josimar Ângelo de Lima, que ao lado da noiva Bruna Ângelo Andrade Silva, pode iniciar um novo capítulo na história do casal. “É uma grande conquista para mim, pois muitos ainda pensam que pessoas LGBTs não têm o direito de constituir uma família. Mas, depois de muitas batalhas e preconceitos, eu estou aqui, feliz, realizando este casamento”, declarou a noiva.

O casamento coletivo é fruto de parceria entre a Vara de Execução Penal da Capital (VEP), Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), Direções das unidades prisionais da Capital, Associação dos Notários e Registradores do Estado (Anoreg) e Associação dos Registradores Civis de Pessoas Naturais (Arpen), Conselho da Comunidade, com o apoio e articulação da Corregedoria-Geral de Justiça da Paraíba.

“Um dia muito feliz para a VEP e para o Sistema Penitenciário, pois é a realização de um grande projeto, realizado em parceria com a Corregedoria, que busca o fortalecimento da família – instituição que tem um papel fundamental no processo de ressocialização das pessoas privadas de liberdade”, destacou Andrea Arcoverde, juíza da Vara de Execução Penal de João Pessoa (VEP), responsável por celebrar o casamento civil dos casais.

Publicidade

“Sejam luz e amparo na vida um do outro. Estejam unidos”, afirmou o desembargador Carlos Beltrão, corregedor-geral de Justiça. Na ocasião, o desembargador pode ressaltar a importância da humanização para um bom resultados das ações nesta seara.

Os reeducandos que casaram cumprem pena, em sua maioria, na Penitenciária Silvio Porto, sendo quatro deles do Presídio do Róger e da Penitenciária Geraldo Beltrão. O próximo casamento coletivo envolverá reeducandos da Penitenciária PB 1, também em João Pessoa, ainda este ano.

Publicidade

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

O post Casamento coletivo une mais de 30 casais de reeducandos, em João Pessoa apareceu primeiro em Portal Correio - Notícias da Paraíba e do Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.