Portal Correio Rede de fast-food abre vagas de emprego na Paraíba para pessoas com deficiência

Rede de fast-food abre vagas de emprego na Paraíba para pessoas com deficiência

A Arcos Dorados, franquia responsável pela operação do McDonald’s em 20 países da América Latina e do Caribe, anuncia a abertura de...

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
McDonald’s (Foto: Divulgação)

A Arcos Dorados, franquia responsável pela operação do McDonald’s em 20 países da América Latina e do Caribe, anuncia a abertura de 500 vagas de trabalho para pessoas com deficiência em seus restaurantes em diversas cidades do Brasil, sendo cinco delas exclusivas para as unidades da Paraíba. 

Os interessados nessas e em outras vagas podem se inscrever por meio do link: www.mcdonalds.com.br/trabalhe-conosco.

A grande maioria das oportunidades é para o cargo de Atendente de Restaurante, e não há exigência de experiência anterior, pois todos os colaboradores recebem capacitação e treinamentos e passam por um programa de desenvolvimento, no qual aprimoram e desenvolvem habilidades, alcançando, assim, seu máximo potencial.

Com contratação para início imediato, as vagas estão disponíveis nos períodos diurno e noturno de acordo com a necessidade do negócio e disponibilidade dos candidatos na hora da contratação. Os colaboradores da companhia contam com benefícios como vale-transporte, plano de saúde e odontológico, alimentação no restaurante, seguro de vida, programas de saúde e bem-estar e plano de carreira.

“Além disso, o McDonald’s opera sob a filosofia Cooltura de Serviço, que incentiva que cada indivíduo se sinta à vontade para se expressar conforme se identifique e se sinta bem, desde cabelo, maquiagem, acessórios, até nome no crachá, gerando bons momentos, sendo quem são”, disse a empresa.

A companhia disse que dispõe de uma equipe de profissionais dedicados à captação, contratação e acompanhamento de pessoas com deficiência, que contempla gestores de inclusão, médicos do trabalho, enfermeiros e gerentes selecionadores, além de oferecer treinamento adaptado à condição de cada pessoa, sem limite no tempo de aprendizagem. Atualmente, a rede emprega pessoas com deficiência física, auditiva, visual, mental e intelectual.

Últimas