Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Acidentes no trabalho matam 53 por semana no Brasil

Número de acidentes teve queda de 2,9%. No entanto, foram 2.783 mortes em 2014

Economia|Juca Guimarães, do R7

Na cidade de São Paulo, morrem dois trabalhadores por semana
Na cidade de São Paulo, morrem dois trabalhadores por semana Na cidade de São Paulo, morrem dois trabalhadores por semana

Os acidentes de trabalho matam uma média de 53 pessoas por semana no Brasil, segundo os dados do anuário sobre o tema que o Ministério do Trabalho e Previdência Social irá lançar amanhã, dia 28 de abril, no dia Internacional de Lembrança das Vítimas de Acidentes de Trabalho.

O estudo aponta que em 2014 foram registrados 704.136 acidentes, 2,9% a menos que os 725.664 de 2013. As mortes por conta de acidentes no trabalho somaram 2.783, em 2014, os dados de 2015 serão divulgados no ano que vem. Em 2013, foram 2.841 mortes, uma média de 54,6 por semana. 

São Paulo é o estado com mais acidentes e mortes no trabalho. Em 2013, foram 251.725 casos em 2013 com 733 mortes (14 por semana). Em 2014, o Ministério do Trabalho e Previdência Social registrou 239.280 acidentes com 690 mortes (média de 13,2 por semana).

Leia mais notícias de Economia

Continua após a publicidade

Na cidade de São Paulo, o número de acidentes diminuiu, porém, aumentou o total de trabalhadores mortes. Em 2013 foram 65.157 registros com 112 mortes. No ano seguinte, os acidentes caíram para 62.053 e as mortes subiram para 115 mortes.

O pedreiro Antônio Soares do Nascimento morreu soterrado nos escombros do desabamento de um estande de vendas da construtora Cyrela, no último dia 22, na Vila Olímpia, na zona Sul da capital. Nascimento era gesseiro, tinha 38 anos e deixou quatro filhos. Outros cinco trabalhadores ficaram feridos no desabamento e, segundo a Cyrela, já tiveram alta do hospital.

Continua após a publicidade

Em nota, escrita no dia do acidente, a Cyrela e a a ICR Construção Racionais, responsável pelo estande, informaram que "lamentam profundamente o ocorrido e que estão prestando toda assistência às vítimas e suas famílias". 

Nos últimos dez anos, segundo a avaliação do Ministério do Trabalho e Previdência Social, os dados sobre acidentes de trabalho apresentam uma tendência de queda, levando em conta os números relativos de acidentes e vínculos empregatícios.

Continua após a publicidade

Na maioria dos estados, o balanço do ministério com dados de 2013 e 2014 apresenta queda no volume de acidentes. As excessões são os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo onde o número de acidentes aumentou. No Rio de Janeiro, foram 51.471 casos com 174 mortes em 2013. No ano seguinte, foram 51.778 acidentes com 172 mortes. No Espírito Santo foram 942 acidentes de trabalho a mais. Em 2013 foram 13.776 contra 14.718. O número de mortos não teve uma alteração elevada, foram 102 em 2013 e 100 em 2014.

O Sul do país é a região onde as mortes em acidente de trabalho aumentaram. No Rio Grande do Sul subiu de 141 para 159. Em Santa Catarina, aumentou de 138 para 163. 

Leia mais notícias de Brasil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.