Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Beneficiários com NIS de final 0 recebem Bolsa Família nesta sexta-feira (31)

Parcela adicional de R$ 150 por criança é paga pela primeira vez

Economia|Do R7, com Agência Brasil

Revisão do Cadastro Único tirou mais de um milhão de brasileiros do Bolsa Família
Revisão do Cadastro Único tirou mais de um milhão de brasileiros do Bolsa Família Revisão do Cadastro Único tirou mais de um milhão de brasileiros do Bolsa Família

A Caixa Econômica Federal paga nesta sexta-feira (31) a parcela do novo Bolsa Família aos beneficiários com NIS (Número de Inscrição Social) de final 0. É a primeira vez que esse grupo recebe o adicional de R$ 150 por cada criança de até seis anos.

O valor mínimo é de R$ 600. Porém, com o novo adicional, a média da bonificação sobe para R$ 669,93. O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social informou que em março o programa alcança 21,1 milhões de famílias. O custo é de R$ 14 bilhões.

No modelo tradicional do Bolsa Família, o pagamento ocorre nos últimos dez dias úteis de cada mês. O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas no aplicativo Caixa Tem.

Consulte o calendário:

Publicidade

Pente-fino

No começo deste ano, o governo federal revisou o Cadastro Único com o objetivo de cortar fraudes no pagamento do auxílio. Isso eliminou 1,48 milhão de brasileiros, que eram principalmente famílias constituídas de uma única pessoa, segundo a Agência Brasil.

Por outro lado, 694,2 mil famílias foram incluídas. Desse total, 335,7 mil contavam com crianças de até 6 anos.

Publicidade

Desde o início do ano, o programa social voltou a se chamar Bolsa Família. Os mínimos de R$ 600 foram garantido após a aprovação da PEC do Estouro (Proposta de Emenda à Constituição).

Auxílio Gás

Neste mês não haverá o pagamento do Auxílio Gás. Como o benefício só é concedido a cada dois meses, o pagamento voltará em abril.

Publicidade

Só pode receber o Auxílio Gás quem está incluído no Cadastro Único e tenha pelo menos um membro da família que receba o BPC (Benefício de Prestação Continuada).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Leia também

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.