Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bolsas da Ásia fecham em alta generalizada, impulsionadas por ações de chips

Por Sergio Caldas*São Paulo, 27/05/2024 - As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta segunda-feira, impulsionadas por...

Economia|Do R7

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 27/05/2024 - As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta segunda-feira, impulsionadas por ações de chips após a China estabelecer um fundo bilionário para impulsionar a indústria de semicondutores.

Ações de fabricantes de semicondutores lideraram os ganhos na China continental, assim como em Hong Kong, em Taiwan e na Coreia do Sul, após noticia de que o governo chinês lançou a terceira fase de um fundo de investimento de 344 bilhões de yuans (US$ 47,5 bilhões) para incentivar o setor.

Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto subiu 1,14%, a 3.124,04 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,75%, a 1.747,83 pontos. Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve alta de 1,17% em Hong Kong, a 18.827,35 pontos, o Taiex subiu 1,11% em Taiwan, a 21.803,77 pontos, e o sul-coreano Kospi avançou 1,32% em Seul, a 2.722,99 pontos.

O otimismo na área de semicondutores também vem após o forte balanço da Nvidia, que impulsionou as ações da fabricante de chips americana - que hoje figura entre as "7 magníficas" do setor de tecnologia dos EUA - nos últimos dois pregões de Nova York.

O japonês Nikkei também ficou no azul hoje, com alta de 0,66%, a 38.900,02 pontos. Ações financeiras subiram em Tóquio após o juro do título do governo japonês (JGB) de 10 anos renovar máxima em 12 anos.

O apetite por risco na Ásia também foi motivado por dados positivos da China. Em abril, o lucro de grandes empresas da indústria chinesa cresceu 4% na comparação anual, revertendo queda de 3,5% do mês anterior.

Na Oceania, a bolsa australiana encerrou o pregão em alta, graças a ações de bancos, de mineradoras de ouro e de empresas voltadas ao consumo. O S&P/ASX 200 avançou 0,79% em Sydney, a 7.788,30 pontos.

Contato: sergio.caldas@estadao.com

*Com informações da Dow Jones Newswires

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.