Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bolsas da Europa ampliam perdas, ainda pressionadas por risco político e um dia antes do Fed

Por Sergio CaldasSão Paulo, 11/06/2024 - As bolsas europeias operam em baixa na manhã desta terça-feira, após uma frustrada tentativa...

Economia|Do R7

Por Sergio Caldas

São Paulo, 11/06/2024 - As bolsas europeias operam em baixa na manhã desta terça-feira, após uma frustrada tentativa de recuperação na abertura do pregão e ampliando perdas de ontem, à medida que a convocação antecipada de eleições na França ainda pesa no sentimento e investidores seguem aguardando a decisão de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) e novos dados da inflação ao consumidor (CPI) americano.

Por volta das 6h50 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 caía 0,46%, a 519,77 pontos.

O apetite por risco continua limitado após o presidente da França, Emmanuel Macron, decidir antecipar as eleições legislativas em reação à derrota de seu partido para a extrema direita nas eleições parlamentares da União Europeia, encerradas no último fim de semana. Agremiações de extrema direita também avançaram nas urnas na Alemanha e em outras partes do bloco.

Há expectativa também para o anúncio de política monetária do Fed, na quarta-feira (12). O BC americano provavelmente deixará seus juros básicos inalterados pela sétima vez consecutiva, mas publicará gráfico com projeções para as taxas. Também amanhã, horas antes da decisão do Fed, será conhecido o CPI dos EUA referente a maio.

De volta à Europa, dados de mais cedo mostraram que a taxa de desemprego do Reino Unido subiu marginalmente nos três meses até abril, para 4,4%, enquanto os salários tiveram avanço anual de 6%, repetindo a variação do trimestre anterior. O Banco da Inglaterra (BoE) volta a revisar seu juro na próxima semana.

Já a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, alertou, em entrevista a um jornal alemão divulgada hoje, que os juros da zona do euro poderão ficar inalterados por mais uma de reunião, após o corte de 25 pontos-base anunciado na semana passada, uma vez que mais dados, em especial sobre salários, precisam ser monitorados.

Às 7h06 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,69%, a de Paris recuava 0,81% e a de Frankfurt cedia 0,66%. Já as de Milão, Madri e Lisboa tinham perdas de 1,14%, 1,35% e 0,92%, respectivamente.

Contato: sergio.caldas@estadao.com

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.