Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bolsas de NY avançam, impulsionadas por dados e Nvidia, e S&P 500 e Nasdaq renovando recordes

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quarta-feira, 5, impulsionando S&P 500 e Nasdaq aos seus recordes históricos. A divulgação...

Economia|Do R7

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quarta-feira, 5, impulsionando S&P 500 e Nasdaq aos seus recordes históricos. A divulgação de indicadores nesta quarta nos Estados Unidos ofereceram maiores perspectivas para um eventual corte de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) ainda neste ano.

Além disso, as ações de tecnologia, com destaque para a Nvidia, seguem avançando com as projeções para os desenvolvimentos envolvendo inteligência artificial (IA).

No fechamento, o índice Dow Jones subiu 0,25%, aos 38.807,45 pontos; o S&P 500 avançou 1,18%, aos 5.354,03 pontos; e o Nasdaq ganhou 1,96%, aos 17.187,90 pontos.

O setor privado dos Estados Unidos criou 152 mil empregos em maio, segundo pesquisa com ajustes sazonais divulgada nesta quarta pela ADP. O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pela FactSet, de geração de 175 mil postos de trabalho no mês passado.

A publicação vem antes do payroll de maio, que será divulgado na sexta-feira e deve ser um importante indicativo para os próximos passos do Fed. Já o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços dos EUA veio forte na leitura do Instituto de Gestão e Oferta (ISM, em inglês). Contudo, o quadro sólido acontece logo após um tombo em abril, apontando uma desaceleração no crescimento do setor de serviços, avalia o ING.

O mercado consolidou a aposta de que o Fed cortará juros neste ano após a sequência de indicadores. É o que mostra a plataforma do CME Group que monitora o comportamento da curva futura. A probabilidade de o banco central americano cortar a taxa básica até setembro é de 67,3%, comparado com 67% na terça. É o primeiro mês em que a precificação de relaxamento monetário aparece de maneira majoritária na curva.

Para a Navellier, a dinâmica do mercado continua positiva, embora muito concentrada entre as megatecnologias, especialmente a Nvidia, que avançou 5,16% nesta quarta, ultrapassando US$ 3 trilhões de valor de mercado.

"O tema da IA parece ser autopropulsor, uma vez que a construção de centros de dados é a parte mais quente do setor imobiliário e estão disponíveis milhares de milhões de dólares em encomendas para implementar as bases de dados", avalia ainda a consultoria.

Entre companhias menores, a CrowdStrike subiu 11,98% após superar expectativa de lucro e receita, enquanto a WalkMe disparou 42,95% após um acordo de US$ 1,5 bilhão para ser comprada pela SAP à medida que o grupo alemão de software busca fortalecer seus serviços de IA para o setor empresarial.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.