Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Com redução de ICMS, preço da gasolina acumula 30% de queda e chega a R$ 5,17 nos postos

Em quase três meses, o combustível ficou R$ 2,22 mais barato e registrou dez semanas seguidas de queda, segundo a ANP 

Economia|Do R7

O preço da gasolina passou de R$ 5,25 para R$ 5,17 nesta semana, recuo de 1,5%
O preço da gasolina passou de R$ 5,25 para R$ 5,17 nesta semana, recuo de 1,5% O preço da gasolina passou de R$ 5,25 para R$ 5,17 nesta semana, recuo de 1,5%

O preço médio dos combustíveis nos postos do país registrou leve queda nesta semana. O litro da gasolina passou de R$ 5,25 para R$ 5,17, recuo de 1,5%, ou R$ 0,08 a menos no preço verificado na semana anterior. O valor é o menor desde fevereiro de 2021.

Segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) realizado entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro e divulgado nesta sexta-feira (2), o preço da gasolina está em declínio pela 10ª semana seguida. 

Desde a semana de 19 a 25 de junho, quando o litro do combustível atingiu o valor recorde de R$ 7,39, o preço já caiu 30%, ficando R$ 2,22 mais baixo.

O recuo é motivado pela isenção da alíquota do ICMS sobre a gasolina e pelas reduções do valor nas refinarias autorizadas pela Petrobras. O quarto corte no preço em um mês e meio começou a vigorar nesta sexta-feira (2), com recuo de 7,08, após os reajustes realizados nos dias 20 (-4,9%) e 29 de julho (-3,88%) e 16 de agosto (-4,85%).

Publicidade

Diesel

Nesta semana, o diesel registrou pequena redução de 0,4%, passando de R$ 6,93 para R$ 6,90. Já o etanol teve o maior recuo, de R$ 3,84 para R$ 3,71 (3,4%).

O preço médio da gasolina mais baixo registrado nesta semana foi em Passo Fundo (RS), R$ 4,33 o litro. O valor mais alto foi encontrado em Tefé (AM), R$ 6,76 por litro.

Publicidade

O resultado da queda dos combustíveis já se reflete na economia: provocou a maior deflação desde 1980 e deve causar um novo recuo de preços neste mês de setembro. Em julho, a redução de 0,68% do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi guiada, justamente, pelos valores dos combustíveis (-14,15%).

Segundo dados da prévia da inflação de agosto, o IPCA-15, os combustíveis registraram queda de 15,33%. A gasolina ficou 16,80% mais barata e foi a principal responsável por puxar o índice para baixo.

Confira o ranking dos estados com a gasolina mais barata

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.