Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Credit Suisse tem nova mínima recorde, e ações europeias registram pior dia em um ano

Os papéis do banco suíço despencaram 24,2% com o temor no setor financeiro após a quebra do Silicon Valley Bank

Economia|

Bolsa de Frankfurt fechou esta quarta-feira (15) com queda de 3,27%
Bolsa de Frankfurt fechou esta quarta-feira (15) com queda de 3,27% Bolsa de Frankfurt fechou esta quarta-feira (15) com queda de 3,27%

As ações europeias tiveram o pior dia em mais de um ano nesta quarta-feira (15), depois que os papéis bancários retomaram a liquidação devido às renovadas preocupações dos investidores sobre o estresse no setor, com o Credit Suisse atingindo nova mínima recorde.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 2,92%, a 436,45 pontos, um dia depois de ter registrado o melhor dia do ano. O índice do setor bancário recuou 7,1% e teve a maior perda diária em mais de um ano.

Os esforços de reguladores e executivos financeiros para amenizar os temores de contágio após o colapso repentino do Silicon Valley Bank, um credor com foco em tecnologia, não conseguiram acalmar o nervosismo dos investidores.

Os papéis do Credit Suisse despencaram 24,2% e foram abaixo de 2 francos suíços (cerca de R$ 11,30), depois que o maior acionista do banco disse que não poderia aumentar a participação além de 10%, citando questões regulatórias.

Publicidade

Como o declínio das ações do Credit Suisse aprofundou as preocupações com a saúde do setor bancário europeu, investidores agora veem cada vez mais possibilidade de uma alta de 0,25 ponto percentual na taxa de juros pelo Banco Central Europeu na quinta-feira (16), em vez do incremento de 0,5 ponto percentual que projetavam antes.

Londres: Financial Times recuou 3,83%, a 7.344,45 pontos;

Publicidade

Frankfurt: DAX caiu 3,27%, a 14.735,26 pontos;

Paris: CAC-40 perdeu 3,58%, a 6.885,71 pontos;

Publicidade

Milão: Ftse/Mib teve desvalorização de 4,61%, a 25.565,84 pontos;

Madri: Ibex-35 registrou baixa de 4,37%, a 8.759,10 pontos;

Lisboa: PSI20 desvalorizou-se 2,77%, a 5.812,87 pontos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.