Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Dinheiro esquecido: grande quantidade de acessos limita consultas no site do Banco Central

Autoridade monetária abriu o serviço às 10h desta terça-feira (7)

Economia|Do R7

Mensagem recebida ao acessar o Sistema de Valores a Receber do Banco Central
Mensagem recebida ao acessar o Sistema de Valores a Receber do Banco Central Mensagem recebida ao acessar o Sistema de Valores a Receber do Banco Central

O SVR (Serviço de Valores a Receber) do Banco Central, que permite o pedido de resgate do dinheiro esquecido em bancos, está com operação limitada.

Por excesso de acessos, o site da autoridade monetária travou o serviço.

CLIQUE AQUI E SAIBA SE VOCÊ TEM DINHEIRO ESQUECIDO NOS BANCOS.

Em outro momento, a reportagem estava havia 90 minutos na fila virtual do SVR. O tempo de espera restante estimado era de 50 minutos. Nesse contexto, o portal exibia o aviso de que, "devido à alta demanda, pedimos que aguarde".

Publicidade

A situação toda gerou memes.

Em resposta ao R7, o Banco Central disse que o SVR "está funcionando a todo vapor".

Publicidade

Na sequência, a autarquia afirmou que "naturalmente, passadas as primeiras horas de funcionamento", as filas devem diminuir.

Leia a íntegra da nota emitida pelo BC:

Publicidade

Sobre filas no SVR

O SVR está funcionando a plena carga para atender a todos os interessados em recuperar os recursos “esquecidos” no sistema financeiro.

Publicidade

Como é comum em sistemas que recebem uma enorme quantidade de acessos em curto espaço de tempo, o SVR organiza automaticamente uma fila e informa ao usuário sua posição e previsão de atendimento.

Esse mesmo procedimento é utilizado, por exemplo, na abertura da venda de ingressos para um show muito procurado.

Nessas primeiras horas de funcionamento, uma vez dentro do sistema, o tempo para os usuários requererem seus recursos tem sido menor que o esperado.

O SVR está adequando o cálculo do tempo esperado em fila para refletir essa experiência real dos usuários, o que deve reduzir a previsão em espera informada ao cidadão.

Naturalmente, passadas as primeiras horas de funcionamento a demanda deve diminuir e, consequentemente, as filas.

O BC tranquiliza os cidadãos de que os recursos permanecerão a sua disposição pelo tempo que for necessário e que todos serão atendidos o mais rapidamente possível, sem necessidade de agendamento de horário certo como na primeira fase, em 2022.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.