Economia Dólar volta a cair e fecha em R$ 5,23; Ibovespa sobe quase 1%

Dólar volta a cair e fecha em R$ 5,23; Ibovespa sobe quase 1%

Com resgate estatal a bancos dos Estados Unidos e da Suíça, tensão no exterior diminui e mercado reage bem

Reuters - Economia
A B3, a Bolsa de Valores de São Paulo

A B3, a Bolsa de Valores de São Paulo

ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO/07/02/2023

Após chegar a oscilar acima dos R$ 5,31 no início da tarde desta quinta-feira (16), em leve alta, o dólar à vista virou para o território negativo no mercado brasileiro, em meio à percepção dos investidores de que instituições e países serão capazes de evitar o espalhamento da crise bancária que já atingiu dois bancos norte-americanos e um suíço.

Às 15:52 (de Brasília), o dólar à vista recuava 0,99%, a R$ 5,24 na venda.

O recuo da moeda americana ocorre após a alta firme da quarta-feira, quando os investidores globais buscaram ativos de menor risco, como o dólar, depois do noticiário negativo relacionado ao banco Credit Suisse.

Bolsa de valores em alta

O Ibovespa fechou em alta nesta quinta-feira (16), encerrando uma sequência de cinco quedas, embalado pelo avanço de Wall Street, em meio a um certo alívio com a ajuda do banco central suíço ao Credit Suisse, embora a melhora siga frágil, principalmente com a decisão do Banco Central Americano na próxima semana ainda em aberto.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,9%, a 103.602 pontos, de acordo com dados preliminares, em sessão também marcada por operações visando o vencimento de opções sobre ações na B3 na sexta-feira (17).

O volume financeiro somava R$ 23,6 bilhões.

Últimas