Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ministro pede sensibilidade para preços das passagens aéreas

Silvio Costa Filho afirma que, mesmo no contexto da crise que afeta o Rio Grande do Sul, há limites de interferência do Estado

Economia|Da Agência Estado

Ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho (ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 25.03.2024)

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, disse nesta terça-feira (21) que, apesar dos apelos para sensibilidade sobre o preço das passagens aéreas no contexto da crise que afeta o Rio Grande do Sul, há limites de interferência do Estado.

”Falei com os três presidentes das aéreas apontando preocupação com o preço das passagens. Pedi que se sensibilizassem. A hora é de solidariedade”, defendeu o ministro, que na sequência falou sobre as limitações.

“O Estado não pode fazer nenhum tipo de intervenção no preço da passagem, temos que respeitar o livre mercado, mas já determinamos que a Anac monitore diariamente os preços”, disse sobre a atuação da Agência Nacional de Aviação Civil.

Ainda como resposta aos altos preços dos bilhetes, Costa Filho disse sobre a necessidade de comprar de forma programada com antecedência. “Naturalmente, uma passagem de última hora fica mais cara”, afirmou.

O ministro disse ainda que, no primeiro trimestre deste ano, houve redução do preço das passagens em 14%.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.