Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Nubank demite 296 pessoas em reestruturação de operações

A fintech não informou se todas essas vagas estavam ocupadas, mas disse que parte dos funcionários afetados foram realocados

Economia|

A fintech fez outras dispensas pontuais neste ano
A fintech fez outras dispensas pontuais neste ano A fintech fez outras dispensas pontuais neste ano

O Nubank iniciou nesta quarta-feira (7) uma reestruturação da área de Operações no Brasil e, como resultado, fechou 296 vagas que eram ligadas ao setor. A fintech não informou se todas essas vagas estavam ocupadas, mas disse que parte dos funcionários afetados foram realocados internamente.

Em nota, o banco digital afirmou que unificou as equipes da área de Operações, que antes eram separadas por produto — organização que era necessária para expandir a prateleira nos primeiros anos de operação. "Agora, com um portfólio robusto, e após uma profunda análise de modelos e processos, foi identificada a necessidade de consolidar as equipes de produto em uma organização centralizada", disse a instituição.

Segundo o Nubank, haverá ganhos de escala com a gestão integrada de produtos e serviços. As funções eliminadas vieram da detecção de redundâncias na unificação das equipes, e parte dos funcionários se realocou no neobanco.

Os dispensados receberão benefícios como salários adicionais por tempo de casa, extensão temporária do plano de saúde e uma verba de apoio para a recolocação no mercado. "As movimentações ocorrem em funções administrativas, e não terão impacto no atendimento final ao cliente", afirmou o Nubank.

Publicidade

Pessoas que foram dispensadas, ouvidas pela reportagem sob anonimato, afirmaram que os cortes estão sendo feitos por grupos. Segundo os relatos, houve uma conferência com o gerente da equipe para comunicar as dispensas, sem que as lideranças diretas tivessem sido informadas. "O time de operações é formado por quase 2.000 pessoas no Brasil", disse uma delas.

Nos últimos meses, a fintech fez outras dispensas de modo pontual, também após reorganizações internas. Um dos ex-funcionários disse que, nos últimos meses, houve discussões sobre cortes que causaram apreensão nas equipes.

Publicidade

"Alguns meses depois, foi anunciado que passaríamos por uma grande mudança na área de operações, e foi algo que trouxe ansiedade novamente", disse essa pessoa, sob anonimato. "Eu já tinha passado por reestruturações, e sempre ocorrem desligamentos."

Outros bancos digitais, como o Neon e o C6, também fizeram cortes de centenas de funcionários, focados, em muitos casos, nas áreas de produto, menos demandadas agora que a plataforma das instituições estão completas.

O Nubank acaba de completar dez anos de existência e, na última semana, começou a patrocinar o Jornal Nacional, da TV Globo, um dos mais caros espaços publicitários do país.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.