Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Pix bate recorde de transações em dia de pagamento do 13º salário

Foram realizadas 99,4 milhões de transações pelos usuários do sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central

Economia|Do R7

Nova marca coincidiu com o último dia para pagamento da 1ª parcela do 13° salário
Nova marca coincidiu com o último dia para pagamento da 1ª parcela do 13° salário Nova marca coincidiu com o último dia para pagamento da 1ª parcela do 13° salário

O Pix bateu um novo recorde de transações em um único dia. Nesta quarta-feira (30), foram realizadas 99,4 milhões de transferências pelos usuários do sistema de pagamentos instantâneos do BC (Banco Central). A nova marca coincidiu com o último dia para o pagamento da primeira parcela do 13° salário.

O recorde anterior havia sido alcançado em 7 de outubro de 2022, com 93,6 milhões de transações feitas num único dia.

Esse meio de pagamento completou dois anos em novembro, com presença garantida na rotina de 60% dos brasileiros (127,8 milhões). Desde seu lançamento, a ferramenta do BC já completou mais de 26 bilhões de transações, que totalizam cerca de R$ 13 trilhões. Tal aceitação é evidenciada pelos números consolidados de pagamentos e transferências bancárias.

O Pix já é aceito por 81,4% do ecommerce brasileiro, enquanto o boleto está presente na rotina de 75,8% dos vendedores. O pagamento por cartão de crédito é possível na totalidade dos vendedores.

Publicidade

Segurança

Nesta quinta-feira (1º), o BC alterou as regras de limites para transações no Pix e divulgou outras melhorias operacionais na ferramenta de pagamentos instantâneos. A autoridade monetária desobrigou as instituições financeiras participantes do Pix de aceitar solicitações de clientes para mudar o período do noturno e eliminou a obrigatoriedade de limite por transação, mantendo apenas o limite por período do dia.

Agora, a solicitação de aumento do limite poderá ser acatada a critério da instituição participante. Quanto ao período noturno, fica definido que será das 20 horas às 6 horas, mas os bancos e demais participantes podem ofertar, a seu critério, a possibilidade de mudar para entre 22 horas e 6 horas.

Além disso, o BC determinou que agora as instituições poderão definir os limites para pessoas jurídicas. Outra mudança foi a alteração do balizador para a definição dos limites transacionais nas operações com finalidade de compra, que passa a ser a TED em vez do cartão de débito.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.