Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Preço do diesel deve subir em setembro com volta de impostos federais

A desoneração sobre o diesel vigoraria até o fim do ano, mas foi revertida por causa do programa do carro zero, em junho

Economia|Do R7

Funcionário de posto muda painel de preços
Funcionário de posto muda painel de preços Funcionário de posto muda painel de preços

O preço do diesel deve ter novo aumento nos postos de combustíveis em setembro. Com a volta dos impostos federais, a estimativa é que o litro do combustível fique R$ 0,10 mais caro a partir do próximo dia 5.

A estimativa é da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis) e da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes).

Em outubro, terá outro aumento e, em janeiro de 2024, retorna integralmente a volta da cobrança do PIS/Cofins sobre diesel e biodiesel. O Ministério da Fazenda, no entanto, informou que a volta dos tributos será em outubro.

A isenção dos impostos federais sobre os combustíveis foi aprovada em 2022, ainda durante o governo de Jair Bolsonaro, após o impacto da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Publicidade

Em fevereiro deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu estender até março a desoneração para a gasolina e o etanol e até o fim de dezembro para o diesel.

Leia também

No entanto, para compensar a perda de arrecadação com o aumento no valor do programa de incentivos do carro zero-km, que ocorreu em junho, o governo federal reverteu parcialmente a desoneração sobre o diesel que vigoraria até o fim do ano.

Publicidade

Dos R$ 0,35 do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), atualmente zerados, R$ 0,11 serão reonerados em setembro, depois da noventena, prazo de 90 dias determinado pela Constituição para o aumento de contribuições federais. Com a extensão, a reoneração subirá para R$ 0,14 em outubro. 

Segundo o cálculo da Abicom, os aumentos serão:

Publicidade

• 05/09/2023 - R$ 0,1024 por litro

• 01/10/2023 - R$ 0,0187 por litro

• 01/01/2024 - R$ 0,2060 por litro

Preço nas bombas

O preço médio do diesel S-10, o mais comercializado do país, registrou na última semana o quarto aumento consecutivo nos postos do Brasil, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Após um aumento dos preços médios da Petrobras nas refinarias, em duas semanas o combustível fóssil subiu 19% e atingiu R$ 6,05 o litro na média nacional. Já o diesel comum estava em R$ 5,93 o litro na última semana. 

A volta dos impostos da gasolina e do etanol em março e em junho teve reflexo na inflação. Em julho, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) ganhou força ao avançar 0,12%.

A gasolina — o subitem de maior peso individual no índice — foi o produto que mais impactou o resultado da inflação, com uma variação de 4,75% no mês. 

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a alta de julho captou a reoneração de impostos, com a volta da cobrança da alíquota cheia de PIS e Cofins na gasolina e no etanol.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.