Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Selic no fim de 2023 passa de 11,75% para 12,00% ao ano, prevê Focus

Para 2024 a projeção do boletim permaneceu em 9%, superando os 8,25% das últimas quatro semanas

Economia|Do R7

Roberto Campos Neto, Presidente do Banco Central
Roberto Campos Neto, Presidente do Banco Central Roberto Campos Neto, Presidente do Banco Central

Com a deterioração das expectativas de inflação no horizonte relevante do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o mercado financeiro elevou a projeção para a taxa Selic no fim de 2023 no Boletim Focus. A mediana subiu de 11,75% para 12,00%, contra 11,50% há um mês. Para 2024, por sua vez, a projeção permaneceu em 9,00%, de 8,25% há quatro semanas.

Considerando apenas as 70 respostas dos últimos cinco dias úteis, a mediana para o fim de 2023 também continuou subindo, de 12,00% para 12,25%.

Leia também

No Comitê de Política Monetária (Copom) deste mês, o BC manteve pela terceira reunião consecutiva a taxa Selic em 13,75% ao ano. A autoridade monetária também reforçou o alerta fiscal, citando que há "elevada" incerteza sobre o futuro do arcabouço para as contas públicas.

Depois, na coletiva de imprensa do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), o presidente do BC, Roberto Campos Neto, indicou que a autoridade monetária olharia o impacto nas expectativas de inflação da maior "sensibilidade fiscal" do mercado. No Boletim Focus divulgado na manhã desta segunda-feira, 26, as medianas para a inflação oficial de 2023 e 2024, anos na mira do Copom, subiram para 5,23%, acima do teto da meta (4,75%), e 3,60%, se afastando do alvo central (3,00%), respectivamente.

Para o fim de 2025, conforme o Boletim Focus, a mediana para a Selic no permaneceu em 8,00%, mesmo porcentual de quatro semanas antes.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.