Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Temer afirma que aprovação da reforma trabalhista é "resposta do Brasil na luta contra o desemprego"

Presidente avalia que Congresso aprovou uma das reformas mais ambiciosas dos últimos anos

Economia|Do R7

Temer comemorou a aprovação da reforma trabalhista por "uma maioria constitucional"
Temer comemorou a aprovação da reforma trabalhista por "uma maioria constitucional" Temer comemorou a aprovação da reforma trabalhista por "uma maioria constitucional"

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), comemorou na noite desta terça-feira (11) a aprovação da reforma trabalhista no Senado Federal por "uma maioria constitucional".

— Essa aprovação definitiva da proposta é uma resposta do Brasil na luta contra o desemprego e construção de um País mais competitivo. Eu penso que nós aprovamos uma das reformas mais ambiciosas dos últimos 30 anos.

De acordo com Temer, o País aguardava uma nova legislação trabalhista desde a Constituição de 1988. Ele disse que se empenhou na aprovação da proposta "desde o início de seu mandato" e afirma que o texto não vai retirar os direitos dos trabalhadores.

— É com muita satisfação que eu tive a coragem de propor essa mudança fundamental para o País.

Publicidade

Veja como cada senador votou na sessão que aprovou a reforma trabalhista

Na avaliação do presidente, assim que sancionado o projeto "criará novas relações trabalhistas adequadas à realidade atual e preparará o nosso mercado de trabalho às demandas do presente e ás exigências do futuro".

Publicidade

— A partir de agora, o garçom que trabalha aos finais de semana terá os direitos assegurados pela lei. O jovem que usa seu computador para trabalhador terá seus direitos garantidos. A mãe que só pode trabalhar meio expediente para complementar sua renda familiar, poderá exercer suas funções em meio período. Todos com carteira assinada.

O PLC (Projeto de Lei da Câmara) 38/2017, que trata a reforma trabalhista, foi aprovado pelo Senado Federal por 50 votos a 26 nesta terça-feira (11) e altera mais de 100 pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Com a aprovação, o texto segue agora para a sanção do presidente Michel Temer.

Declaração à imprensa

#AoVivo Presidente Michel Temer fala sobre aprovação da modernização trabalhista. Acompanhe:

Posted by Presidência da República do Brasil on Tuesday, July 11, 2017

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.