Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

72% dos brasileiros veem a profissão do professor como desvalorizada se comparada a outros cargos

Pesquisa realizada pelo Instituto Península revelou a percepção da sociedade brasileira sobre os educadores do país

Educação|Do R7

Para 98% dos brasileiros, os professores são capazes de transformar vidas
Para 98% dos brasileiros, os professores são capazes de transformar vidas Para 98% dos brasileiros, os professores são capazes de transformar vidas

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Península revelou a percepção da sociedade brasileira sobre os professores do país. Em parceria com o Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégica) o estudou revelou que 72% dos brasileiros veem o professor como um cargo desvalorizado se comparado com outras profissões (médicos, engenheiros e advogados).

O estudo também destaca que 98% dos brasileiros acreditam que os professores são capazes de transformar vidas e que, para 76%, os professores brasileiros são competentes. Já 74% acreditam que seja tão ou mais difícil ser professor.

Leia também

Além disso, apenas 20% da população acredita que os professores tenham melhores condições de trabalho do que outras profissões. Ainda de acordo com o estudo, para 98% dos brasileiros, a educação é fundamental para se ter sucesso na vida. No entanto, apesar de reconhecer a importância do professor para o país, grande parte da população brasileira não enxerga a escola como um ambiente profissional adequado e que, portanto, necessita oferecer melhores condições de trabalho e oportunidades de desenvolvimento para os docentes.

Dentre os entrevistados, menos da metade dos brasileiros (45%) acredita que os professores são cuidados e respeitados no ambiente escolar e apenas 57% creem que os estudantes respeitam seus professores.

Publicidade

Em relação à efetividade do trabalho docente, 85% da sociedade acredita que os professores agem em prol do melhor interesse para os seus alunos e, sobretudo, que um profissional de qualidade, mesmo em contextos desafiadores e condições de trabalho desfavoráveis (78%), é capaz de gerar bons resultados para os estudantes.

A pesquisa completa está disponível para download gratuito no site do instituto. Foram entrevistados dois mil brasileiros. Em geral, homens e mulheres, de 16 anos ou mais, das classes socioeconômicas A, B, C e DE ,entre os dias 2 e 6 de junho de 2022.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.