Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2014
Publicidade

Procuradoria ainda avalia se vai investigar denúncias contra candidato de Campos em PE

Deputado federal Augusto Maia disse ter recebido oferta de propina para apoiar PSB no Estado

Pernambuco|Do R7

Maia foi destituído da presidência estadual do Pros, que acabou fechando acordo com candidato do PSB em Pernambuco
Maia foi destituído da presidência estadual do Pros, que acabou fechando acordo com candidato do PSB em Pernambuco Maia foi destituído da presidência estadual do Pros, que acabou fechando acordo com candidato do PSB em Pernambuco

A polêmica em torno do apoio do Pros à candidatura de Paulo Câmara (PSB) ao governo de Pernambuco ainda está longe de terminar. A Procuradoria Regional Eleitoral informou nesta sexta-feira (25) que ainda não decidiu se irá investigar as denúncias do deputado federal José Augusto Maia (Pros-PE), que alega ter recebido oferta de propina para apoiar Câmara nas eleições de outubro.

Em declarações publicadas na quarta-feira (23) pelo jornal Folha de S.Paulo, Maia disse que recebeu e recusou uma oferta de "vantagem financeira" no valor de R$ 6 milhões para seu partido apoiar a candidatura de Câmara, afilhado político do ex-governador Eduardo Campos, que atualmente concorre à Presidência da República.

Segundo Maia, a oferta foi feita pelo presidente nacional do Pros, Eurípedes Jr., e pelo líder da bancada do PP na Câmara, Eduardo da Fonte. Ambos negaram a acusação. Maia alega ter recebido a oferta em junho, quando ainda era o presidente estadual de seu partido.

Ainda na quarta-feira, a coligação Pernambuco Vai Mais Longe, do candidato Armando Monteiro (PTB) — adversário de Câmara ao governo estadual —, protocolou um pedido de investigação no Ministério Público Eleitoral para que as denúncias sejam apuradas.

Publicidade

A assessoria do órgão informou hoje ao R7 que o procurador-regional eleitoral João Bosco Fontes ainda está avaliando a representação e que não há prazo para concluir o trabalho.

Maia, que manifestava apoio a Monteiro, divulgou a denúncia após ter sido destituído do posto de presidente do Pros em Pernambuco. O partido, que faz parte da coligação de Dilma Rousseff em nível nacional, fechou acordo para apoiar o PSB em Pernambuco.

Publicidade

O novo líder do Pros no Estado, Gilson Lima, alegou que Maia está "ressentido porque não está podendo sair candidato mais".

Em entrevista hoje à rádio Liberdade, de Caruaru, e à Veja online, Câmara rechaçou o que chamou de jogo sujo praticado por Maia, chamando-o de “ficha suja”.

Publicidade

— O deputado José Augusto Maia pratica o jogo sujo da política. Sou uma pessoa com 22 anos de contribuição às instituições públicas e que possui a ficha e a vida limpas. Ao contrário dele, que não vai poder disputar a eleição porque é um ficha suja, tem mais de 50 processos na Justiça e no TCE. Isso mostra bem que tipo de pessoas acompanham o nosso adversário, já que o José Augusto Maia é seu braço direito.

Leia mais notícias de Eleições

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.