Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2016
Publicidade

Crivella e Freixo se reúnem com assessores e aliados para avaliar mapa eleitoral e traçar estratégias para o 2º turno

Candidato do PRB teve 27% dos votos válidos contra 18% do oponente; decisão será no dia 30

Eleições 2016|Do R7, com Balanço Geral RJ

Cariocas voltam às urnas no dia 30 para decidir segundo turno entre Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL)
Cariocas voltam às urnas no dia 30 para decidir segundo turno entre Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL) Cariocas voltam às urnas no dia 30 para decidir segundo turno entre Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL)

Um dia após o primeiro turno das eleições para a Prefeitura do Rio de Janeiro, os candidatos Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL) se reuniram com assessores e aliados nesta segunda-feira (3) para avaliar o mapa eleitoral e traçar estratégias para o segundo turno.

Crivella ficou em primeiro lugar com 27,78% dos votos válidos (842.201), contra 18,26% (553.424) do concorrente do PSOL.

Crivella, que tem reuniões com parlamentares do próprio partido na tarde e na noite de hoje, retorna a Brasília para assumir o cargo de senador. Ele afirma que pretende analisar o porquê da queda no número de votos em relação ao previsto nas pesquisas.

— Esperávamos um patamar mais alto, ficamos em primeiro, mas caímos. Precisamos entender isso. Vamos olhar o mapa eleitoral no detalhe. Verifiquei um tsunami de boca de urna e quero ver as apurações do tribunal. Acho que é muito importante a gente verificar isso.

Publicidade

O candidato também anunciou que, ao longo do dia, deve falar com candidatos e partidos derrotados para construir alianças.

— A política hoje exige ficha limpa, exige transparência absoluta e é nesses grupos que nós vamos procurar as nossas alianças. Não faremos qualquer concessão nesse aspecto.

Publicidade

Marcelo Freixo também esteve reunido com representantes do partido em uma casa no bairro da Glória, na zona sul do Rio. O candidato do PSOL fez um balanço da campanha e aposta nos debates para esclarecer o programa de governo durante o segundo turno.

— Eu gosto dos debates. Sou professor de História e tenho o hábito de fazer esses debates, enfim, a gente tem um preparo importante. Acho que tem que estudar o programa do Crivella, tem que ter o nosso programa na ponta da língua e espero que o debate na televisão possa marcar as diferenças.

Publicidade

O deputado estadual que presidiu a CPI das Milícias na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro ) disse que não vai deixar de ir a áreas dominadas por esses grupos criminosos.

— 85% da minha agenda no primeiro turno foi zona norte e zona oeste. Jamais vou me curvar ao domínio territorial de qualquer grupo criminoso.

Abstenção no primeiro turno

Mais de 1,8 milhão de eleitores da cidade do Rio de Janeiro abriram mão de escolher um candidato a prefeito neste domingo (2). A soma supera a votação dos três primeiros colocados na disputa que ao todo somaram 1.884.400 votos. O número (1.866.621 eleiores), que representa 38% do total do eleitorado da capital fluminense (4,89 milhões), inclui abstenções, votos brancos e nulos.

Quem não compareceu para votar neste domingo pode voltar normalmente no segundo turno, mas tem 60 dias para justificar a ausência. Após esse prazo, o eleitor tem que procurar um cartório eleitoral e pagar uma multa de R$ 3,51 para regularizar a situação.

A campanha eleitoral será retomada ainda esta semana. O procedimento acontece 48 horas após o anúncio oficial do resultado que deve ocorrer ainda nesta segunda. Na TV, cada candidato terá 5 minutos para expor as propostas para a cidade do Rio.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.