Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2016
Publicidade

Freixo volta a ser alvo de críticas por receber R$ 120 mil de demolidora

Apoio foi dado apesar de críticas do candidato à demolição de casas para construção do Parque Olímpico

Rio de Janeiro|Do R7

Marcelo Freixo foi alvo de internautas
Marcelo Freixo foi alvo de internautas Marcelo Freixo foi alvo de internautas

O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, voltou a ser criticado por internautas pela doação de R$ 120 mil que recebeu, durante sua campanha de 2012, da empresa Victor Hugo Demolições, que participou da retirada de moradores do bairro Vila Autódromo.

Até então, Freixo defendia uma posição contraria à demolição das casas para a construção do Parque Olímpico que sediou os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. As remoções aconteceram a partir de 2014 e quase 600 famílias tiveram que deixar o local, na zona oeste da capital fluminense.

As críticas destinadas ao candidato do PSOL nas redes sociais também ressaltam a posição contrária ao financiamento privado das campanhas eleitorais, que foi defendida por Freixo inúmeras vezes.

Leia mais notícias de Eleições 2016

Publicidade

A assessoria de Freixo diz que a doação recebida pela Victor Hugo Demolições foi registrada conforme a legislação e publicada pela Justiça Eleitoral: “A doação é anterior às remoções em Vila Autódromo e não havia qualquer denúncia contra a empresa. O PSOL sempre lutou e esteve ao lado dos moradores de Vila Autódromo e das milhares de famílias removidas de forma arbitrária pela prefeitura do Rio de Janeiro em tantas comunidades”.

Em relação às doações privadas, o PSOL afirma que “amadureceu o seu posicionamento” e “avaliou que esse modelo não funciona".

“Tanto que em 2014 as campanhas do PSOL no Rio de Janeiro receberam doações exclusivamente de pessoas físicas”.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.