Eleições 2020 Número de mulheres eleitas na Câmara de BH triplica em 2020

Número de mulheres eleitas na Câmara de BH triplica em 2020

Número de mulheres passou de 4 para 11 e, agora, ocupam 27% do total das cadeiras do Legislativo; Duda Salabert (PDT) foi a mais votada da história

  • Eleições 2020 | Lucas Pavaneli, do R7

A atual presidente, Nely Aquino foi reeleita

A atual presidente, Nely Aquino foi reeleita

Divulgação/CMBH/Bernardo Dias

O número de mulheres eleitas na Câmara de Belo Horizonte passou de quatro para 11, entre as eleições de 2016 e 2020. Agora, as representantes femininas ocupam 27% e não mais 10% das cadeiras do Legislativo municipal.

Uma delas foi a mais votada da história da Câmara, a professora Duda Salabert (PDT), que recebeu 37.613 votos. Outras três já eram vereadoras na legislatura passada e conseguiram manter os cargos: Bella Gonçalves (PSOL), Nely Aquino (Podemos) — atual presidente da Casa — e Marilda Portela (Cidadania).

Leia também: Confira a lista de vereadores eleitos em BH

O partido Novo, que tinha eleito um nome em 2016, dessa vez, passou para três representantes. Duas são mulheres: Marcela Trópia e Fernanda Pereira Altoé. Já o PT, que tinha dois representantes manteve o número de cadeiras, mas elegeu duas mulheres: a ex-secretária de Educação de Minas Gerais, Macaé Evaristo, e Sônia Lansky da Coletiva.

Confira a lista das mulheres eleitas em Belo Horizonte:

Duda Salabert (PDT): 37.613
Professora Marli (PP): 14.496
Marcela Trópia (Novo): 10.741
Iza Lourença (Psol): 7.771
Bella Gonçalves (Psol): 6.954
Nely Aquino (Podemos): 6.788
Fernanda Pereira Altoé (Novo): 6.049
Macaé Evaristo (PT): 5.985
Flávia Borja (Avante): 5.887
Sônia Lansky da Coletiva (PT): 4.793
Marilda Portela (Cidadania): 4.425

Últimas