Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2022
Publicidade

Com decisão do TSE, Solidariedade-DF sai da chapa de Ibaneis Rocha para apoiar Izalci Lucas

Depois do ex-senador Hélio José Lima retomar o comando distrital da sigla, partido se junta à coligação PSDB-Cidadania e PRTB

Eleições 2022|Emerson Fonseca Fraga, do R7, em Brasília

Ex-senador Hélio José, que agora preside o Solidariedade no DF
Ex-senador Hélio José, que agora preside o Solidariedade no DF Ex-senador Hélio José, que agora preside o Solidariedade no DF

O ex-senador Hélio José Lima, que reassumiu a presidência distrital do Solidariedade na última sexta-feira (19), anunciou neste domingo (21) que o partido agora apoia o senador Izalci Lucas (PSDB) para o Governo do Distrito Federal. Com isso, Izalci ganhará tempo de rádio e televisão, além de receber mais recursos do Fundo Partidário.

Hélio José conseguiu de volta o comando da sigla depois de uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele alegou à corte que assumiu o partido em 31 de março, mas que, em 31 de maio, "foi surpreendido com notícias veiculadas nas mídias do país dando conta de que os membros da Executiva Regional foram substituídos a partir daquela data". 

Quem mandou fazer a troca foi a Executiva Nacional do Solidariedade, que quer o deputado federal por Goiás Lucas Vergilio no comando distrital da legenda. "Essas pessoas aí que fizeram essa injustiça conosco aqui no Distrito Federal, que são pessoas do estado de Goiás, que fizeram uma intromissão indevida no nosso partido, não vão prosperar", disse Hélio José ao R7.

Para o partido, após assumir o cargo de direção, Hélio José "logo deixou evidente que não estava envidando os esforços necessários para viabilizar a organização de uma chapa com candidatos e candidatas à Câmara dos Deputados e à Câmara Legislativa" e que estava "preocupado quase que exclusivamente com sua quimérica [fantasiosa] candidatura ao Senado Federal".

Publicidade

O partido está recorrendo da decisão, que é do ministro Sergio Silveira Banhos, no próprio TSE.

O que acontece com a mudança no Solidariedade

Se a mudança for confirmada, o tucano Alexandre Bispo não disputará mais a cadeira de senador — a vaga na coligação ficará com o próprio Hélio José. Hélio terá como primeiro suplente Roslando Jefferson Rodrigues (Solidariedade), e como segunda suplente, Maria de Lourdes Werneck (PSDB).

Publicidade

"A vinda do Hélio para nossa chapa é mais um importante passo rumo à nossa vitória rumo ao Buriti", afirmou o senador Izalci.

"Izalci é o cara da regularização fundiária e trabalhamos juntos para a aprovação da lei 13.465/18. Além disso, Izalci e eu lutamos por uma Brasília solidária e inclusiva que garanta oportunidades e cidadania para todos", justifica Hélio.

Hélio José Lima virou senador depois de "herdar" a vaga de Rodrigo Rollemberg (PSB), de quem era primeiro suplente. Rollemberg deixou a cadeira no Senado para assumir o Governo do Distrito Federal em 2015.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.