Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

96% dos executivos estão desesperados para que funcionários usem IA, mas eles resistem

Líderes empresariais estão extasiados com a promessa da inteligência artificial no ambiente de trabalho. Ela tem o potencial de eliminar...

Estadão Conteúdo|Do R7

Líderes empresariais estão extasiados com a promessa da inteligência artificial no ambiente de trabalho. Ela tem o potencial de eliminar quase completamente o trabalho burocrático e aumentar dramaticamente a produtividade — se eles conseguissem pelo menos convencer seus próprios trabalhadores.

Uma impressionante fatia de 96% dos executivos sente que é urgente integrar a IA em suas operações de negócios, de acordo com um novo relatório do Slack, uma plataforma de comunicações baseada na nuvem. Isso representa um aumento de sete vezes desde setembro de 2023, e a proporção de executivos que visam incorporar a nova tecnologia dentro dos próximos 18 meses subiu de 5% para 35% durante esse mesmo período.

Na verdade, descobrir como implementar a IA dentro de suas próprias forças de trabalho superou outras preocupações executivas importantes, incluindo a inflação ou a economia.

“Não me surpreende que a urgência tenha aumentado dramaticamente nos últimos seis meses”, diz Christina Janzer, chefe do Slack Workforce Labs, a subsidiária de pesquisa da empresa, à “Fortune”. “Há tanto hype e empolgação. Já estamos vendo que a IA pode tornar os trabalhadores mais produtivos.”

Mas esse entusiasmo do alto escalão não corresponde ao ritmo em que seus funcionários estão realmente aprendendo a nova tecnologia. Mais de dois terços dos trabalhadores de escritório dizem que nunca usaram IA em suas tarefas, de acordo com o relatório, e há alguns fatores diferentes contribuindo para esse abismo.

Os funcionários têm preocupações em relação à privacidade e segurança de dados, com problemas como comprometer informações de clientes e serem monitorados durante o horário de trabalho.

Mas o maior fator que impede os funcionários é a desconfiança sobre a qualidade e a precisão da nova tecnologia. Apenas 7% dos trabalhadores de escritório acreditam que os resultados da IA são completamente confiáveis para auxiliá-los em tarefas relacionadas ao trabalho, e 35% acham os resultados apenas ligeiramente confiáveis ou totalmente não confiáveis, de acordo com o relatório.

E seus medos podem ser justificados — algumas ferramentas não estavam no momento certo para serem disponibilizadas aos usuários, e espalharam desinformação ou linguagem prejudicial, o que apenas aumentou as dúvidas sobre a confiabilidade da IA.

Janzer também atribui a resistência dos trabalhadores e a falta de experiência com as ferramentas às falhas dos empregadores em implementar estratégias significativas de IA e educar seus trabalhadores. Essa falta de aprimoramento de habilidades contribuiu para a falta de confiança.

“Isso é um grande lembrete de que você não pode apenas introduzir uma nova tecnologia e esperar ver os benefícios de produtividade imediatamente. Os empregadores precisam trabalhar para que a IA funcione”, diz ela. “Se você não tem o treinamento adequado para entender o que é IA, como funciona e de onde vêm esses dados, é realmente difícil desenvolver confiança na ferramenta.”

O relatório observa que os trabalhadores que são treinados com a tecnologia têm sete vezes mais chances de confiar nos resultados.

Para promover uma adoção mais forte de IA entre as forças de trabalho, Janzer diz que os executivos devem estabelecer políticas claras de IA, criar um espaço seguro para usuários novatos, treinar os funcionários com as ferramentas e construir uma confiança empregador-empregado de que a tecnologia não vai substituí-los.

“Nossa mensagem para os empregadores realmente é: comece com o treinamento”, diz ela. “Isso é o que vai permitir que sua força de trabalho se torne muito mais eficaz, confiante na IA e, finalmente, produtiva.”

Esta história foi originalmente publicada em Fortune.com

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.