Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Aliens da Tasmânia: criaturas translúcidas aparecem mortas em praia e aterrorizam a população

Animais parecidos com águas-vivas, encalhados na areia, são um tipo de vertebrado que come plâncton, assim como a baleia-azul

Hora 7|Matheus Borges*, do R7

Animais se alimentam de plâncton
Animais se alimentam de plâncton Animais se alimentam de plâncton

A população da Tasmânia, na Austrália, ficou assombrada depois que alguns animais marinhos, que mais pareciam alienígenas, apareceram mortos em uma praia da região. Em grande número, as criaturas tinham formato cilíndrico e eram quase que totalmente transparentes.

Julie, uma moradora da região, encontrou pela primeira vez os seres estranhos enquanto caminhava pela praia no último domingo (28) e compartilhou as fotos que tirou em um grupo no Facebook.

Por mais que se pareçam com águas-vivas, os animais foram identificados como Salpas do Mar, um vertebrado com corpo composto 95% de água, que se alimenta de plâncton — assim como o maior mamífero que existe, a baleia-azul.

Essas criaturas também possuem algumas características particulares, já que crescem mais rapidamente do que qualquer outro ser vivo multicelular e alternam dois ciclos de vida, sexuado e assexuado.

Publicidade

De acordo com o tablóide britânico Daily Star, as fotos de Julie mostram os animais no primeiro ciclo de vida, onde podem produzir centenas de clones de si mesmos. As cópias vivas chegam à fase adulta em apenas 48 horas, crescendo 10% a cada hora.

As salpas são mais comuns nos oceanos do hemisfério Sul, onde têm um papel importantíssimo no equilíbrio do ecossistema, mesmo não sendo um predador tão relevante. 

Publicidade

*Sob supervisão de Raphael Hakime

Sem segredos: esse pepino-do-mar nada por aí exibindo seu estranho sistema digestivo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.