Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Homem que cozinhava macarrão acaba em coma por três semanas

Ele teve queimaduras de quarto grau, quando a camisa que vestia pegou fogo. Até hoje, ele luta para lidar com as funções diárias

Hora 7|Do R7

Jeffrey Johns cozinhava macarrão quando camisa pegou fogo e o feriu gravemente
Jeffrey Johns cozinhava macarrão quando camisa pegou fogo e o feriu gravemente Jeffrey Johns cozinhava macarrão quando camisa pegou fogo e o feriu gravemente

Jeffrey Johns, de 40 anos, cozinhava macarrão com legumes na casa onde vive, em Bristol, na Inglaterra. No entanto, a tranquilidade de uma atividade doméstica foi interrompida quando a camisa do homem entrou em combustão.

As chamas se espalharam sobre Jeffrey a partir da boca do fogão à gás que usava. Ao sentir o cheiro de queimado, ele desligou o aparelho, sem ter notado que estava pegando fogo.

Ao perceber, correu para o chuveiro, onde causou danos significativos à parte superior do corpo, no momento em que entrou embaixo da água. Os gritos de Jeffrey chamaram atenção de vizinhos, que acionaram a emergência.

"Quando acordei, no hospital, senti muito medo, estava semiconsciente e fora da realidade", contou a vítima, conforme reportado pelo tabloide Mirror. "Lembro-me de acordar e ver minha mão esquerda, que é aquela com a qual desenho e escrevo, coberta de bandagens e percebi quão sério era."

Publicidade

“Fiz todo tipo de tratamento enquanto estava no hospital. Tive que aprender a andar novamente, depois de ficar acamado por meses, e tive que fazer cinco enxertos de pele no pescoço, nos braços, no peito e na boca", detalhou.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Apesar do trauma e das sequelas, Jeffrey tira o máximo de positividade que consegue da experiência dolosora: "Acho que todo mundo tem dúvidas sobre o corpo, mas decidi ser mais gentil comigo mesmo. Quero dizer às pessoas para continuarem lutando, nunca desistam. Quero que as pessoas aceitem as coisas que as tornam um indivíduo", aconselha.

Publicidade

"Se a cicatriz faz de você um indivíduo, e você pode encontrar uma maneira de abraçar a sua confortavelmente, vá em frente", afirmou.

Quase um ano após o acidente, Jeffrey tem compartilhado a jornada de superação dele nas redes sociais.

Acidente com barbeador faz cachorra parecer cofre de moedas:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.