Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Professora é acusada de deixar cérebro de aluna quase à mostra após agredi-la com régua

Criança com 9 anos de idade foi encaminhada a hospital próximo da escola onde estuda, na província chinesa de Hunan

Hora 7|Do R7

Uma professora da Escola Primária Bocai Meixihu, na província chinesa de Hunan, é acusada de agredir uma aluna de 9 anos com uma régua triangular metálica. Conforme reportado pela mídia local, o golpe provocou um traumatismo crâniano tão grave que, de acordo com uma tia da criança, quase expôs o cérebro da vítima.

A agressão atribuída a Song Mouming, como a docente foi identificada, teria ocorrido durante uma atividade extracurricular. A motivação do ato ainda não foi revelada.

O ferimento na cabeça da criança atingiu aproximadamente 5 cm de profundidade.

Professora fraturou crânio de aluna após agredi-la com régua de metal
Professora fraturou crânio de aluna após agredi-la com régua de metal Professora fraturou crânio de aluna após agredi-la com régua de metal

A vítima foi encaminhada pelos próprios funcionários da escola até uma unidade de saúde próxima, sem que os responsáveis pela garota tivessem sido comunicados. No entanto, os profissionais do local negaram atendimento, até que a família dela fosse notificada.

Publicidade

Exames revelaram que fragmentos ósseos acabaram alojados na parte interna do crânio da paciente, o que exigia uma cirurgia de emergência para remoção. O procedimento levou aproximadamente cinco horas para ser concluído, e a menina permanece sedada na UTI do hospital.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

"Ainda não há feedback da escola. Não sei o que pensar agora, mas o que quero é salvar minha garota", declarou o pai da aluna, conforme reportado pelo site de notícias South China Morning Post.

Publicidade

A professora suspeita da violência contra a criança foi presa. Enquanto isso, um colaborador da escola em questão garantiu que a instituição prioriza a segurança dos estudantes, e que cooperaria com a investigação policial em andamento.

Professora espalha fezes em parque e estraga festa de filha de diretora

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.