Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Alunas são envenenadas no Irã para provocar fechamento de escolas femininas

Dezenas de casos de envenenamento por vias respiratórias vêm sendo reportados desde novembro no país

Internacional|Do R7

Envenenamento ocorreria pelas vias respiratórias
Envenenamento ocorreria pelas vias respiratórias Envenenamento ocorreria pelas vias respiratórias

Centenas de estudantes de escolas femininas na cidade sagrada de Qom, no centro do Irã, foram envenenadas nos últimos meses por indivíduos com o propósito de provocar o fechamento desses centros de ensino, anunciou uma autoridade sanitária neste domingo (26), citada pela imprensa local.

Desde o fim de novembro, os veículos de imprensa iranianos vêm reportando dezenas de casos de envenenamento pelas vias respiratórias de meninas nas escolas de Qom. Algumas delas chegaram a ser hospitalizadas.

Em 14 de fevereiro, os pais se manifestaram em frente à administração da cidade para "exigir explicações" das autoridades, segundo a agência oficial Irna.

Leia também

No dia seguinte, o porta-voz do governo, Ali Bahadori Jahromi, anunciou que os ministérios de Inteligência e de Educação estavam "cooperando" para descobrir a origem dos envenenamentos.

Publicidade

Com base nessas investigações, "o vice-ministro da Saúde, Younes Panahi, confirmou de maneira implícita que o envenenamento de alunas em Qom era intencional", anunciou a Irna.

"Descobriu-se que certos indivíduos queriam que todas as escolas, em particular as femininas, fechassem", declarou Panahi, sem que nenhuma prisão fosse anunciada.

Publicidade

O envenenamento foi causado por "substâncias químicas disponíveis e não de uso militar, não é contagioso ou transmissível", acrescentou, sem dar mais detalhes.

Cidade situada 150 km ao sul de Teerã, Qom é o centro de estudos religiosos xiitas no Irã.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.