Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Após eleição de Trump turista brasileiro corre risco de preconceito nos EUA?

"Para quem está lá, o cenário muda, em muitos momentos ele falou em expulsão dos ilegais"

Internacional|Andrea Miramontes, do R7

Trump não deve interferir no turismo de brasileiros nos EUA
Trump não deve interferir no turismo de brasileiros nos EUA Trump não deve interferir no turismo de brasileiros nos EUA

Após a vitória de Donald Trump nas eleições dos EUA, turistas e visitantes brasileiros que querem embarcar para o destino podem se tranquilizar.

De acordo com o analista político Sidney Leite, pró-reitor acadêmico e professor de relações internacionais da Faculdade Belas Artes, não há risco de xenofobia, pois o interesse econômico dos EUA é de manter o fluxo de visitantes, mesmo porque o turista brasileiro está entre os que mais consomem no país.

Segundo o Departamento Nacional de Viagem e Turismo do país, em 2015, mais de 2 milhões de visitantes do Brasil viajaram para os Estados Unidos e gastaram US$ 13,6 bilhões durante suas viagens. 

Vai para os EUA? Saiba como compensar a alta do dólar e economizar em solo norte-americano

Publicidade

— No programa de Donald Trump há claramente três vilões, que são mexicanos, muçulmanos e chineses. Brasileiro não está na lista.

O analista completa ainda que a tendência é a de uma continuidade no relacionamento para facilitar a entrada de brasileiro nos Estados Unidos e de americanos por aqui.

Publicidade

Já os brasileiros que moram nos Estados Unidos estão preocupados com a vitória de Trump. De acordo com os especialistas, se a pessoa está com a documentação ilegal tem mesmo que se preocupar, como relata Leite.

— As políticas dele são restritivas, eu ficaria bastante preocupado. Em muitos momentos ele falou em expulsão dos ilegais. Para quem está lá, o cenário muda.

Publicidade

Xingamentos nas ruas

O professor do departamento de Relações Internacionais da PUC-SP e coordenador do Observatório Político dos Estados Unidos, Geraldo Zahran, completa que, no caso específico de muçulmanos e latinos, os grupos podem até sofrer perseguições nas ruas e formar guetos.

— De acordo com o tom das políticas adotadas, muçulmanos em particular podem sofrer xingamentos e perseguição aberta, até ameaças à integridade física nas ruas.

Ele completa ainda que, dependendo de como a política andar, esse tipo de situação pode até transbordar para brasileiros que estão ilegais por lá. 

— Em um primeiro momento, vai ter depoirtação. Já tinha no governo Obama e vai continuar. Mas tudo depende também da força da política adotada agora por Trump.

O analista político credita que, se economia americana continuar em crescimento, é bem provável que a política externa do novo presidente não chegue ao extremo.

Eleições nos EUA: cinco razões para a vitória de Trump

Abaixo, conheça Donald Trump, o improvável presidente dos Estados Unidos:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.

<