Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Biden envia conselheiro de segurança para conversa com Lula na próxima semana

Jake Sullivan, e o assessor para América Latina, Juan Gonzalez, devem vir ao Brasil para encontro com o presidente eleito

Internacional|

Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, durante coletiva de imprensa
Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, durante coletiva de imprensa Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, durante coletiva de imprensa

O presidente norte-americano, Joe Biden, irá enviar ao Brasil, na próxima semana, dois altos funcionários da Casa Branca — o conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, e o assessor para América Latina, Juan Gonzalez —, para um primeiro encontro com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, disseram à Reuters duas fontes a par das negociações.

O encontro, que deve acontecer em Brasília, está marcado, em princípio, para o dia 5 de dezembro e, de acordo com uma das fontes, tem a intenção de "reafirmar a parceria entre os dois países".

Na pauta devem estar também a posse de Lula — que pode ter a presença do secretário de Estado, Antony Blinken — e uma possível viagem do presidente eleito a Washington ainda no primeiro semestre de 2023.

Mesmo antes da eleição, o governo norte-americano já havia iniciado contatos com a campanha de Lula, e o próprio presidente eleito teve um encontro com o encarregado de negócios da embaixada, Douglas Koneff, ainda em setembro.

Publicidade

Biden foi um dos primeiros chefes de Estado a cumprimentar Lula pela vitória, ainda na noite do domingo da eleição, em uma posição articulada pelos norte-americanos — e outros países — de reconhecer imediatamente o resultado eleitoral e ajudar a evitar maiores questionamentos. O presidente norte-americano conversou por telefone no dia seguinte à posse.

Lula chegou a revelar a intenção de visitar os Estados Unidos antes mesmo de tomar posse —assim como a outros países — mas o governo norte-americano prefere que o encontro aconteça apenas depois de janeiro de 2023. O assunto deve fazer parte das conversas com Sullivan e Gonzalez, disse uma das fontes.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.