Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

China lamenta entrada 'acidental' de balão não tripulado no espaço aéreo dos EUA

Governo chinês afirma que é um equipamento meteorológico; caso fez secretário de Estado dos EUA cancelar viagem para Pequim

Internacional|

Relação entre China e EUA se acirram após balão chinês ser detectado em território americano
Relação entre China e EUA se acirram após balão chinês ser detectado em território americano Relação entre China e EUA se acirram após balão chinês ser detectado em território americano

A China "lamentou", nesta sexta-feira (3), a entrada "acidental" de uma "aeronave civil" não tripulada no espaço aéreo dos Estados Unidos, depois que o Pentágono disse ter detectado um balão espião chinês ao sobrevoar seu território.

"Essa é uma aeronave civil usada para fins científicos, principalmente meteorológicos" e "procedente da China", disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, em um comunicado.

"O lado chinês lamenta a entrada acidental da aeronave no espaço aéreo dos Estados Unidos, devido a uma força maior", acrescentou.

Na quinta-feira (2), o Pentágono informou a presença de um balão espião chinês que sobrevoava o país. De acordo com um funcionário de alto escalão da Defesa, o objetivo do dispositivo era "a vigilância".

Balão chinês invadiu o espaço aéreo dos EUA e pode entrar no Canadá
Balão chinês invadiu o espaço aéreo dos EUA e pode entrar no Canadá Balão chinês invadiu o espaço aéreo dos EUA e pode entrar no Canadá

A pedido do presidente Joe Biden, o Departamento da Defesa considerou derrubar o balão, mas desistiu por causa dos potenciais riscos às pessoas no solo, disse uma fonte do Pentágono sob a condição de anonimato.

"Afetada por ventos do oeste e com capacidade limitada de autocontrole, a aeronave se desviou muito de sua trajetória planejada", disse o porta-voz da diplomacia chinesa.

"O lado chinês continuará a se comunicar com os Estados Unidos e a administrar adequadamente esta situação inesperada causada por força maior", acrescentou.

O secretário de Estado americano, Antony Blinken adiou uma visita programada a Pequim, no domingo (5), devido ao incidente do balão.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.