Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Clima cordial marca o encontro entre Obama e Trump na Casa Branca

Atual presidente dos Estados Unidos promete dar todo o apoio na transição ao recém-eleito

Internacional|Reuters e Ansa

Atual presidente e recém-eleito se cumprimentam
Atual presidente e recém-eleito se cumprimentam Atual presidente e recém-eleito se cumprimentam

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente eleito, Donald Trump, discutiram nesta quinta-feira uma série de assuntos de política interna e externa na Casa Branca durante a primeira reunião entre eles desde a vitória eleitoral de Trump.

Em declarações a repórteres no Salão Oval, Obama disse que fará tudo o que puder para ajudar o republicano a ter sucesso quando assumir o cargo, em 20 de janeiro, e pediu que o país se una para enfrentar os desafios.

Deportar milhões de imigrantes prejudicaria a economia dos EUA, diz especialista

Trump, eleito na terça-feira, afirmou esperar mais reuniões com Obama e disse que vários assuntos foram discutidos, incluindo dificuldades.

Publicidade

A reunião no Salão Oval da Casa Branca durou quase 1h30, e os dois conversaram sobre "assuntos organizacionais, política externa e política doméstica", segundo as palavras do presidente. "Minha prioridade número um nos próximos dois meses é garantir uma transição que facilite para o presidente eleito", disse Obama.

Já Trump, em um tom institucional que não se vira até sua vitória, afirmou que foi uma "grande honra" ser recebido na Casa Branca. "Não vejo a hora de continuar a colaborar com Obama no futuro", declarou.

Publicidade

Os dois fizeram breves pronunciamentos à imprensa após o encontro, mas não responderam a perguntas dos jornalistas. O processo de passagem de bastão entre o velho e o novo governo deve durar pouco mais de um mês, processo durante o qual o republicano formará seu gabinete e escolherá quem colocar nos postos-chave da administração.

Entre os cotados estão o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani (secretário de Justiça), o governador de Nova Jersey, Chris Christie (secretário de Interior), e o ex-presidente da Câmara Newt Gingrich (secretário de Estado). Todos são aliados fiéis de Trump e representantes das alas mais conservadoras do Partido Republicano.

Publicidade

O processo será concluído com a posse do novo Congresso e a votação do colégio eleitoral, em 6 de janeiro, que formalizará a escolha do magnata. Já a posse de Trump está marcada para o dia 20 do mesmo mês, encerrando os oito anos de Obama na Casa Branca.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.