Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Coreia do Norte afirma que presidente da China pediu reforço nos laços de amizade entre países

Solicitação, segundo imprensa da ditadura de Kim Jong-un, ocorre quando o G7 condena a onda de testes de mísseis de Pyongyang

Internacional|Do R7

O presidente da China, Xi Jinping, buscará reforçar as relações com a Coreia do Norte, no momento em que o G7 condena a onda de testes de armas de Pyongyang, informou a imprensa oficial norte-coreana.

"A tradicional amizade China-RPDC [Coreia do Norte] enfrentou por muito tempo as dificuldades de uma situação internacional em mudança", afirmou Xi em uma mensagem ao líder norte-coreano Kim Jong-un.

Na mensagem divulgada pela agência oficial norte-coreana KCNA, Xi destacou que os cenários internacional e regional estão "mudando seriamente e de forma complicada". Ele acrescenta que continuará "tentando levar a amizade e a cooperação entre as duas partes um nível superior".

Poucas horas depois da divulgação da mensagem, os ministros das Relações Exteriores do G7 reunidos no Japão exigiram que a Coreia do Norte não execute novos lançamentos de mísseis ou testes nucleares.

Continua após a publicidade

A China é uma aliada histórica da Coreia do Norte e a base de apoio econômico do país, com uma relação forjada na Guerra da Coreia, quando Mao Tsé-Tung enviou milhões de "voluntários" para lutar contra as forças da ONU lideradas pelos Estados Unidos.

A Coreia do Norte realizou uma série de testes de armas proibidas este ano, incluindo o lançamento de vários mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs).

Continua após a publicidade

Na semana passada, Pyongyang anunciou o primeiro teste de sucesso de um ICBM de combustível sólido, o que "aumentará radicalmente" a capacidade de contra-ataque nuclear do país, segundo a imprensa estatal.

Coreia do Norte testa torpedo subaquático capaz de causar 'tsunâmi radioativo':

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.