Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Coreia do Norte desafia advertências e anuncia que fará novo lançamento de satélite espião

Ditadura comunista afirmou que tentará colocar o satélite em órbita entre a próxima quarta-feira (22) e 1º de dezembro

Internacional|Do R7

Essa será a terceira tentativa da Coreia do Norte de colocar em órbita um satélite militar para espionar países vizinhos, como a rival Coreia do Sul e o Japão
Essa será a terceira tentativa da Coreia do Norte de colocar em órbita um satélite militar para espionar países vizinhos, como a rival Coreia do Sul e o Japão Essa será a terceira tentativa da Coreia do Norte de colocar em órbita um satélite militar para espionar países vizinhos, como a rival Coreia do Sul e o Japão (LEE JAE-WON/REUTERS)

A Coreia do Norte informou ao Japão que planeja lançar um satélite militar entre a próxima quarta-feira (22) e 1º de dezembro, informou na terça-feira (21, horário local) a agência de notícias japonesa Kyodo.

O aviso, enviado à Guarda Costeira japonesa, desafiaria os reiterados pedidos da Coreia do Sul para que Pyongyang abandone os preparativos para o que seria a terceira tentativa de lançamento de um satélite militar, depois das tentativas fracassadas de maio e agosto, segundo a Kyodo.

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, pediu aos ministérios e agências governamentais que se preparassem para o eventual lançamento, segundo a Kyodo, que citou o gabinete do presidente. 

Este mês, a agência de inteligência da Coreia do Sul indicou que a Coreia do Norte está finalizando os preparativos para lançar outro satélite em órbita. 

Publicidade

"Advertimos fortemente a Coreia do Norte [...] [que deve] suspender imediatamente os preparativos atuais para lançar um satélite espião militar", disse Kang Hopil, chefe de operações do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, nesta segunda-feira (20).

"Se a Coreia do Norte seguir adiante com o lançamento de um satélite de reconhecimento militar apesar do nosso aviso, o nosso Exército tomará as medidas necessárias para garantir as vidas e a segurança da população", acrescentou. 

Publicidade

Segundo a Coreia do Sul, o governo do ditador Kim Jong-un está fornecendo armas a Moscou em troca de tecnologia espacial russa.

Líder supremo do Irã, aiatolá vai a exposição de mísseis e enaltece terroristas do Hamas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.