Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Duas novas vítimas aumentam para 61 o total de mortos em protestos no Peru

Os manifestantes pedem a renúncia de Boluarte, o fechamento do Congresso, a antecipação das eleições gerais para 2023

Internacional|

Durante o sábado, foram registrados bloqueios e confrontos em torno do aeroporto de Arequipa
Durante o sábado, foram registrados bloqueios e confrontos em torno do aeroporto de Arequipa Durante o sábado, foram registrados bloqueios e confrontos em torno do aeroporto de Arequipa

Duas pessoas morreram no sábado (21) em protestos contra o governo na cidade de Virú, na região de La Libertad, no Peru, segundo confirmaram fontes policiais, elevando para 61 o total de mortos desde dezembro do ano passado, quando começaram as manifestações que exigem a renúncia da presidente Dina Boluarte e o fechamento do Congresso.

Uma das vítimas tinha 23 anos e morreu em uma das estradas que foi palco de confrontos entre policiais e manifestantes, enquanto a segunda vítima era um peruano de 54 anos que morreu após não aceitar o pedido de pagamento de propina para poder passar por um bloqueio.

Fontes policiais detalharam à emissora de rádio RPP que Nixon Sánchez, de 23, foi transferido para as instalações hospitalares sem sinais vitais, após ter participado de confrontos com policiais, enquanto Herbert Alex Sánchez, de 54, era motorista de caminhão e recebeu um tiro no peito, uma ocorrência que está sendo investigada.

Durante o sábado, foram registrados bloqueios e confrontos em torno do aeroporto de Arequipa, a segunda maior cidade do país, e incêndios em uma delegacia e em um banco em Ilave, cidade localizada no departamento de Puno, no sul do país.

Publicidade

Em Lima, uma grande operação policial arrombou o portão da Universidad Nacional Mayor de San Marcos (UNMSM) com um tanque para expulsar e depois deter cerca de 200 estudantes e manifestantes que estavam no campus para participar de marchas antigovernamentais.

A este respeito, a imprensa local informou que vários manifestantes partiram de Puno em direção a Lima neste sábado em protesto contra a intervenção policial no campus.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.