Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Foto mostra dono abraçando seus dois cachorros antes de animais serem mortos a tiros pela polícia

Cães teriam atacado mulher no leste de Londres; tutor foi imobilizado com arma de choque e preso após incidente

Internacional|Maria Cunha*, do R7

O caso dos dois cachorros que foram mortos a tiros pela Polícia Metropolitana de Londres no último domingo (7) ganhou um novo capítulo. Uma foto comovente capturou o momento em que os animais estavam sendo acariciados pelo dono enquanto andavam de metrô na cidade britânica, momentos antes das autoridades os balearem.

Na imagem, que repercutiu por ser um dos últimos registros dos cães, os animais sentam-se em assentos no transporte público e um deles "abraça e beija" o dono, Louie Turnbull, de 46 anos. O outro, enquanto isso, descansa calmamente.

O vídeo dos animais sendo mortos foi amplamente compartilhado nas redes sociais e desencadeou diversas reações de tristeza, com parte da população chateada com a maneira como a Polícia Metropolitana os "destruiu" na vila de Tower Hamlets. 

Desde então, Turnbull foi acusado de ser o proprietário de um cão que estaria perigosamente fora de controle e de estar em posse de um cachorro, enquanto estaria desqualificado para possuir ou manter o animal, segundo o tabloide britânico Mirror.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Em resposta à foto do tutor com os animais e relembrando o vídeo dos cachorros sendo mortos, uma mulher disse no Twitter: "Aquele vídeo partiu meu coração".

Outro perfil postou: "Ahh, olhe para eles. O amor que todos têm um pelo outro. Comovente". 

Um terceiro usuário escreveu: "Não suporto pensar em como esse homem está com o coração partido depois de ver isso".

Entenda o caso

Policiais mataram cachorros a tiros e imobilizaram dono com taser
Policiais mataram cachorros a tiros e imobilizaram dono com taser Policiais mataram cachorros a tiros e imobilizaram dono com taser

A Polícia Metropolitana de Londres matou dois cães a tiros após os animais supostamente terem atacado uma mulher em Limehouse, no leste da cidade. O proprietário dos cães foi imobilizado com uma arma de choque e preso pelas autoridades. 

A instituição afirmou que a Diretoria de Padrões Profissionais conduziu uma “revisão completa do incidente”, a qual incluiu imagens de câmeras corporais disponíveis, e está satisfeita de que “não há preocupações sobre a conduta do policial”.

Leia também

Um porta-voz das autoridades disse: "A polícia foi chamada logo após as 17h do domingo, 7 de maio, para uma mulher sendo atacada por um cachorro na Commercial Road. Os policiais compareceram ao local onde o comportamento agressivo de dois cães era uma preocupação considerável e representava uma ameaça significativa para eles".

Também foi dito que o tutor dos cães foi levado sob custódia — após os policiais dispararem um taser nele — por ter conexão com o incidente, ser o responsável de um cachorro perigosamente fora de controle, e por crimes de agressão. 

"Nenhuma pessoa foi levada ao hospital. Ambos os cães foram destruídos pela polícia no local. Esta nunca é uma decisão fácil para qualquer policial tomar, mas a polícia tem o dever de agir quando necessário antes que qualquer outro ferimento seja causado". 

*Sob supervisão de Felipe Gladiador

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.