Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

No hospital, médicos descobrem que Silvio Berlusconi está com leucemia

Magnata e político italiano está internado em Milão; doença não tem forma 'aguda'

Internacional|

Berlusconi dominou a política italiana durante 20 anos
Berlusconi dominou a política italiana durante 20 anos Berlusconi dominou a política italiana durante 20 anos

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, de 86 anos, foi diagnosticado com um quadro de "leucemia mieloide crônica", informou nesta quinta-feira (6) a equipe médica de um hospital de Milão onde o empresário e político está internado desde ontem. Os médicos disseram também que não se trata de uma forma "aguda" da doença.

O político veterano e magnata dos meios de comunicação está sendo tratado de uma "infecção pulmonar" causada por "uma condição hematológica crônica, da qual é portador há muito tempo: a leucemia mielomonocítica crônica", afirma o primeiro boletim médico divulgado desde sua internação, na quarta-feira (5).

A leucemia mieloide crônica é uma forma de câncer do sangue que afeta com mais frequência pessoas com mais de 60 anos e, principalmente, homens.

Os médicos do empresário afirmaram que a doença não evoluiu para uma leucemia aguda e que ele está sendo submetido a um "tratamento citorredutor especializado" contra a infecção pulmonar, de acordo com o boletim assinado pelos professores Alberto Zangrillo e Fabio Ciceri.

Publicidade

Chamado de "imortal" por sua longevidade política, Berlusconi provocou grande preocupação por sua internação devido a sua influência na política, economia e sociedade italiana.

"Espero que tenha força para resistir a este último golpe que tem um nome sinistro, leucemia", afirmou o vice-ministro da Cultura, Vittorio Sgarbi, amigo de Berlusconi.

Publicidade

O empresário, eleito senador em 2022, foi hospitalizado diversas vezes nos últimos anos. Na quarta-feira ele foi internado com urgência na unidade de cardiologia do Hospital San Raffaele com problemas respiratórios e baixos níveis de oxigênio no sangue.

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Tajani, membro do partido de Berlusconi (Forza Italia), declarou à rádio Rai Uno que conversou com o médico do empresário. "Ele disse que Silvio Berlusconi teve uma noite tranquila, que a situação é estável", afirmou.

Publicidade

SAÚDE FRÁGIL

Vários parentes do ex-primeiro-ministro, os únicos autorizados a visitá-lo, compareceram nesta quinta-feira ao hospital. Entre eles estavam seu irmão Paolo, sua filha mais velha, Marina, e o filho mais novo, Luigi.

No fim de março, o magnata passou quatro dias internado no mesmo hospital, um dos mais renomados do país, para passar por uma série de exames.

O "Cavaliere" pareceu fisicamente abalado durante suas raras aparições públicas recentes.

A era marcada por suas famosas festas ao ritmo de "bunga bunga", com belas jovens que sonhavam com a fama, está no passado.

Aliado do partido de extrema direita da primeira-ministra Giorgia Meloni, sua formação tem menos de 10% de apoio entre os eleitores, segundo as pesquisas. "Desejo votos sinceros e afetuosos de uma rápida recuperação", escreveu Meloni no Twitter.

Berlusconi foi primeiro-ministro durante um total de nove anos entre 1994 e 2011. Ele dominou a política do país durante duas décadas, apesar dos escândalos sexuais e dos processos que abalaram sua imagem.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.