Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Pai é preso após drogar e estuprar filha em primeiro encontro após ela ter sido dada para adoção

Alerta fez polícia localizar suspeito, detido por agressão sexual, incesto e posse de itens para uso de entorpecentes

Internacional|Maria Cunha*, do R7


Ronald Antinore foi detido após drogar e estuprar a própria filha
Ronald Antinore foi detido após drogar e estuprar a própria filha

Um reencontro entre um pai e uma filha, em agosto de 2021, não terminou da maneira esperada. A menina, que foi dada para adoção na infância, foi drogada e estuprada, poucas horas depois, pelo homem que tanto esperou rever.

No entanto, de acordo com a polícia, o caso teve uma reviravolta. Quase dois anos depois, um grande alerta às forças policiais da Flórida levou as autoridades de Clearwater a localizar e prender Ronald Antinore, de 53 anos, no dia 1º de maio.

A prisão ainda não foi tornada pública, mas, segundo as denúncias criminais, o suspeito fez "declarações incriminatórias sobre o que havia acontecido entre ele e a vítima" no momento em que foi detido. Em razão disso, após uma investigação, ele foi posto sob custódia e acusado de agressão sexual, incesto e posse de apetrechos para drogas.

Antinore é coapresentador de um programa online de revisão de alimentos e também trabalha como gerente de luta livre profissional sob o nome de Ron Ratcatcher. Ele foi autuado na cadeia do condado de Pinellas, sob fiança de 302,1 mil dólares (cerca de R$ 1,5 milhão).

Publicidade

O suspeito se declarou inocente e atualmente aguarda julgamento. O juiz ordenou que ele não tenha contato com a vítima.

Entenda o caso

Em agosto de 2021, Ronald Antinore fez contato com a filha, que foi dada para adoção quando criança por ele, e combinou de encontrá-la no hotel Clarion Inn & Suites, na cidade de Clearwater Beach, na Flórida, EUA.

Publicidade

A menina, então, viajou até o condado de Pinellas para conhecer Antinore e passar o dia com o pai “depois de saber de sua identidade e se conectar com ele em plataformas de mídia social”, de acordo com os autos do tribunal. 

Os documentos da prisão alegam que eles “consumiram bebidas alcoólicas” antes de retornar ao quarto de hotel que o homem reservou para a filha. Quando eles entraram no local, ambos usaram LSD, e Antinore avançou sobre ela.

Publicidade

Leia também

Sob efeito de álcool e entorpecentes, a menina teria dito aos investigadores que se tornou “fisicamente incapaz de resistir” ao pai, que a envolveu em uma série de atos sexuais enquanto ela “estava deitada na cama”, de acordo com queixa criminal.

Depois que os efeitos da substância começaram a passar, a vítima conseguiu pular da cama, se trancar no banheiro e ligar para o namorado. Ao saber do ocorrido, o rapaz imediatamente telefonou ao Clarion Inn & Suites e à delegacia e exigiu atendimento imediato para a jovem.

Após um segurança particular entrar no quarto e fazer contato com o agressor, Antinore supostamente fugiu do local — e só foi encontrado quase dois anos depois. 

*Sob supervisão de Pablo Marques

Top 10 países mais populosos do mundo: qual é a posição do Brasil?

" gallery_id="645e856519d224eb9600036f" url_iframe_gallery="noticias.r7.com/internacional/pai-e-preso-apos-drogar-e-estuprar-filha-em-primeiro-encontro-apos-ela-ter-sido-dada-para-adocao-15052023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.