Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Pescador francês escapa de ataque de crocodilo na Austrália

Marinheiro comentou como seu instinto de sobrevivência lhe permitiu lutar com o animal

Internacional|

Diversas pessoas ajudaram o pescador francês a sair da água, com o rosto ensanguentado, e o levaram para atendimento
Diversas pessoas ajudaram o pescador francês a sair da água, com o rosto ensanguentado, e o levaram para atendimento Diversas pessoas ajudaram o pescador francês a sair da água, com o rosto ensanguentado, e o levaram para atendimento

Um pescador francês escapou com pequenos ferimentos após ser atacado por um crocodilo de cerca de 2,5 metros na noite passada na remota cidade de Nhulumbuy, no norte da Austrália, informou nesta segunda-feira (22) a imprensa local.

Yoann Galeran, de 29 anos, que mostra pequenos "buracos na cabeça" e alguns pontos por causa do incidente, estava ontem à noite com seus amigos no clube náutico de Nhulunbuy, no Território Norte, quando decidiu nadar 20 metros para alcançar uma pequena lancha.

"Estava nadando, provavelmente a uns quatro ou cinco metros da lancha. De repente senti como se me estivessem batendo com pedras na cabeça e que havia algo muito forte. Foi então que me dei conta de que se tratava de um crocodilo", declarou Galeran à rede local "ABC".

Incêndio mata até 80 animais em zoológico na Escócia

Publicidade

O marinheiro francês comentou como seu instinto de sobrevivência lhe permitiu lutar com o animal, que já tinha lhe batido em várias partes do corpo com sua cauda e tentava levá-lo para o fundo do rio. Os socos e chutes de Galeran lhe permitiram escapar das garras do crocodilo, o qual já tinha sido visto vagando pelos arredores de Nhulunbuy nas últimas semanas.

Lisa Heathcote, encarregada do escritório de Pesca de Arnhem e chefe do pescador francês, descreveu a luta entre o homem e o animal que ela mesma presenciou. "O animal o agarrou pela cabeça e o fez girar, enquanto instintivamente Galeran o chutava e o batia com seus punhos até que o animal o libertou um instante para depois voltar a contra-atacar.

Publicidade

Várias pessoas ajudaram o pescador francês a sair da água, com o rosto ensanguentado, e o levaram para que fosse atendido. Os crocodilos de estuário são conhecidos por seus ferozes ataques, alguns mortais, e são abundantes na região tropical do norte australiano, depois que foram declarados uma espécie protegida em 1971.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.