Internacional Polícia do Haiti captura suspeitos de assassinato do presidente

Polícia do Haiti captura suspeitos de assassinato do presidente

Responsável pela comunicação do governo haitiano disse que "supostos assassinos" de Jovenel Moise foram detidos

AFP
Polícia teria capturado os suspeitos durante uma tentativa de fuga

Polícia teria capturado os suspeitos durante uma tentativa de fuga

VALERIE BAERISWYL / AFP

Os "supostos assassinos" do presidente do Haiti, Jovenel Moise, foram presos nesta quarta-feira (7), anunciou uma autoridade do país, menos de 24 horas após o ataque a tiros contra o mandatário do país na residência oficial.

Leia também: Assassinato de Moise é mais um trágico episódio da crise no Haiti

"Os supostos assassinos (de Moise) foram interceptados pela Polícia Nacional pouco depois das 18h" locais (19h de Brasília), tuitou o vice-ministro das Comunicações, Frantz Exantus, acrescentando que mais detalhes serão fornecidos em breve.

Moise foi vítima de um atentado dentro da residência oficial em Porto Príncipe, capital do país, na madrugada desta quarta-feira (7). Um grupo de homens invadiu o local, assassinou o presidente e baleou a primeira-dama, Martine Moise, que será transferida para receber tratamento em Miami, nos EUA.

O primeiro-ministro interino Claude Joseph decretou estado de sítio e luto nacional por duas semanas. Ainda não está certo quem será o próximo governante do país. O Conselho de Segurança da ONU fará uma reunião para discutir a situação do Haiti nesta quinta-feira.

Últimas