Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia espanhola confirma morte de principal terrorista suspeito de ataque em Barcelona

Younes Abouyaaqoub foi morto a tiros; forças de segurança buscam cúmplice

Internacional|Do R7, com agências internacionais

Younes Abouyaaqoub, de 22 anos, carregava um cinto de explosivos no momento em que foi baleado
Younes Abouyaaqoub, de 22 anos, carregava um cinto de explosivos no momento em que foi baleado Younes Abouyaaqoub, de 22 anos, carregava um cinto de explosivos no momento em que foi baleado

O principal suspeito de dirigir a van que atropelou uma multidão, deixando 14 mortos e mais de cem feridos em um atentado terrorista em Barcelona, na semana passada, foi morto nesta segunda-feira (21), em Sant Sadurni de Noya, ao oeste da capital catalã. A informação foi confirmada por meio do Twitter do Mossos d'Esquadra, principal força policial catalã. 

O homem morto é Younes Abouyaaqoub, de 22 anos, que carregava um cinto de explosivos no momento em que foi baleado por policiais, de acordo com as publicações na rede social. Ele estava foragido desde a última quinta-feira (17), após o atropelamento em massa na região de Las Ramblas — um dos principais pontos turísticos de Barcelona.

Nesta segunda-feira, foram divulgadas imagens de câmeras de segurança que mostram o terrorista caminhando tranquilamente no mercado de La Boqueria, em Las Ramblas, logo após o atentado. Ele fugiu à pé do local e depois matou um homem a facadas e roubou seu carro para escapar, disse a polícia da Catalunha.

As autoridades acreditam que Abouyaaqoub pegou o carro da vítima, avançou contra policiais em um posto de controle da cidade e então abandonou o veículo com o corpo morto dentro. 

Publicidade

A polícia havia pedido que o restante da Europa também procurasse pelo marroquino. 

A mídia espanhola divulga que o homem foi identificado por uma mulher no início da tarde desta segunda-feira, no horário local, e então fugiu através de vinhedos, mas que a polícia conseguiu encontrá-lo e baleá-lo em uma via perto de uma instalação de tratamento de esgoto.

Publicidade

Terror na Espanha: Polícia identifica 11 vítimas de ataques na Catalunha

Polícia procura por cúmplice

Publicidade

Após confirmar que matou Younes Abouyaaqoub, a polícia catalã continua na região de Subirats para identificar um possível cúmplice do atentado em Las Ramblas. Os agentes verificam a área com carros e um helicóptero e fez um apelo para que ninguém divulgue imagens do local de atuação. Testemunhas afirmam que Abouyaaqoub estava à procura de alguém na pequena cidade. 

O pior ataque militante na Espanha em mais de uma década foi reivindicado pelo Estado Islâmico.

Quatro pessoas foram presas até agora em conexão com os ataques: três marroquinos e um cidadão do enclave espanhol norte-africano de Melilla. Eles serão levados para a suprema corte, em Madri, que tem jurisdição sobre assuntos de terrorismo. Abouyaaqoub era o único ainda foragido dos 12 cúmplices apontados como responsáveis pelo atentado. Sua mãe, Hannou Ghanimi, havia pedido que ele se entregasse, dizendo que preferia vê-lo na prisão do que morto. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.