Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Posse de Donald Trump é marcada por protestos e discurso protecionista e patriótico

Em seu primeiro pronunciamento, republicano disse que vai devolver o poder para a população

Internacional|Do R7

Trump garante que seu mandato será marcado pela defesa dos empregos e retomada das fronteiras do país norte-americano
Trump garante que seu mandato será marcado pela defesa dos empregos e retomada das fronteiras do país norte-americano Trump garante que seu mandato será marcado pela defesa dos empregos e retomada das fronteiras do país norte-americano

O excêntrico bilionário eleito para assumir a presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, tomou posse nesta sexta-feira (20) em um dia marcado por protestos contra ele em diversas cidades pelo mundo. Em seu primeiro discurso como 45º presidente norte-americano, o republicano adotou um tom protecionista e patriótico, no qual afirmou que seu governo vai reconstruir os Estados Unidos e devolver o poder para as mãos da população.

Durante seu pronunciamento, Trump afirmou que a data de sua posse será lembrada como o dia em que o povo voltou a integrar o governo dos Estados Unidos. Ele garante que seu mandato será marcado pela defesa dos empregos e retomada das fronteiras do país norte-americano.

— A proteção vai nos fazer forte. Eu vou lutar por vocês e jamais desapontar vocês. Os EUA vão voltar a vencer de novo, como nunca antes. [...] Não importa se você é branco ou negro, todos nós sangramos o mesmo vermelho. Todos seguimos a mesma bandeira.

Trump 'estudou' discursos de Reagan, Kennedy e Nixon

Publicidade

O discurso de Trump foi acompanhado por 193 mil populares, número quase três vezes inferior aos 513 mil presentes na posse do democrata Barack Obama em 2009, segundo informações do jornal Metrô de Washington D.C.. Quem acompanhou o evento na plateia gritou frases para celebrar a chegada do republicado à presidência do país. 

Enquanto Trump realizava seu primeiro pronunciamento como presidente da maior potência mundial, um grupo formado por dezenas de manifestantes protestava a cerca de sete quarteirões do Capitólio, local onde era realizada a cerimônia de posse. O ato resultou na prisão de quase cem pessoas, que entraram em confronto contra a polícia local e depredaram carros. A polícia afirma que as prisões foram realizadas sob as acusações que incluem tumulto e vandalismo.

Publicidade

Declarados contra o capitalismo, o grupo com aproximadamente 500 manifestantes quebrou também janelas de uma agência do Bank of America e de restaurantes das redes McDonald's e Starbucks.

Obama é ovacionado em discurso após posse de Donald Trump: "Sim, nós fizemos"

Publicidade

Os protestos contra a ascensão do republicano ao poder foram inéditos em Washington D.C., mas não ficaram restritos apenas ás ruas da capital norte-americana. Foram registradas manifestações em Londres, no Canadá e no México. 

A cerimônia contou com a participação de diversas personalidades símbolo da política estadunidense, como os ex-presidentes George W. Bush, Jimmy Carter e Bill Clinton. Derrotada por Trump nas eleições do ano passado, a democrata Hillary Clinton também marcou presença no evento.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.