Internacional Quase 300 mil residências na Ucrânia estão sem gás e calefação

Quase 300 mil residências na Ucrânia estão sem gás e calefação

Segundo autoridades ucranianas, os bombardeios russos estão destruindo a infraestrutura das cidades

Agência EFE
Ataques russos destruíram áreas residenciais em cidades ucranianas

Ataques russos destruíram áreas residenciais em cidades ucranianas

Aris Messinis / AFP

O diretor da NJSC (Nacional de Petróleo e Gás Naftogaz Ukrainy), Yuriy Vitrenko, afirmou nesta sexta-feira que 273 mil residências na Ucrânia não contam com fornecimento de gás nem têm calefação devido aos bombardeios das tropas da Rússia, iniciados no último dia 24 de fevereiro.

"Agora, mais de 273 mil lares de famílias ucranianas estão em uma situação em que não podem ter gás nem calefação, o que leva suas vidas para além do limite de uma catástrofe humanitária", disse o representante da companhia estatal.

Segundo Vitrenko, isso se deve aos danos constantes na infraestrutura do país, causados pelos bombardeios realizados pelas forças militares russas.

O diretor da companhia explicou que o país conta com os recursos necessários, com a produção atual e as reservas subterrâneas, para atender às necessidades da população. "O problema é a infraestrutura que os ataques russos estão destruindo deliberadamente", garantiu Vitrenko.

Segundo o representante da empresa pública, equipes de técnicos estão trabalhando nos reparos dos equipamentos e instalações atingidos, inclusive em áreas ocupadas pelas tropas russas.

Últimas