Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Reino Unido anuncia novo grande envio de armas à Ucrânia

Britânicos devem preparam ajuda militar superior a R$ 1,6 bilhão em cartuchos de munição de artilharia durante o ano de 2023

Internacional|Do R7

Militares ucranianos atiram contra fileiras russas
Militares ucranianos atiram contra fileiras russas Militares ucranianos atiram contra fileiras russas

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, anunciará na segunda-feira (18) um novo e significativo envio de artilharia para a Ucrânia, durante um encontro com os pares nórdicos, bálticos e holandês na capital da Letônia, Riga, informou a assessoria de imprensa do premiê.

O objetivo da reunião é abordar os esforços atuais para combater a agressão russa na região nórdica e báltica com a Força Expedicionária Conjunta.

Sunak anunciará que o Reino Unido fornecerá "centenas de milhares de cartuchos de munição de artilharia no próximo ano sob um contrato de 250 milhões de libras (R$ 1,6 bilhão), garantindo um fluxo constante de munição de artilharia crucial para a Ucrânia em 2023", segundo um comunicado do gabinete do premiê.

O chefe de governo britânico vai pedir aos líderes a manutenção ou aumento dos níveis de apoio à Ucrânia no ano que vem, indica o comunicado.

Publicidade

O Reino Unido liderou a entrega de "ajuda defensiva à Ucrânia, incluindo vários sistemas de foguetes de lançamento múltiplo e, recentemente, 125 canhões antiaéreos".

Sunak visitou Kiev no mês passado para oferecer mais ajuda à Ucrânia em sua luta contra as forças russas desde a invasão de fevereiro.

A reunião da Força Expedicionária Conjunta, que reúne os dirigentes da Dinamarca, Estônia, Finlândia, Islândia, Letônia, Lituânia, Holanda, Noruega, Suécia e Reino Unido, contará ainda com uma intervenção do presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.