Guerra Israel x Hamas

Internacional Terroristas do Houthi, organização que atua no Iêmen, divulgam vídeo lançando mísseis contra Israel

Terroristas do Houthi, organização que atua no Iêmen, divulgam vídeo lançando mísseis contra Israel

Ataque seria em apoio ao grupo terrorista Hamas e em retaliação aos bombardeios na Faixa de Gaza

  • Internacional | Do R7, com EFE

Os terroristas do Houthi, organização que atua no Iêmen e é apoiada pelo Irã, divulgaram um vídeo nesta quarta-feira (1º) do que disseram ser mísseis e drones lançados contra Israel em apoio ao grupo terrorista Hamas e em retaliação aos bombardeios na Faixa de Gaza.

No vídeo, postado na rede social X (ex-Twitter) do porta-voz militar do Houthi, Yahya Sarea, vários mísseis podem ser vistos sendo lançados de um local deserto, com vozes entoando frases como "morte a Israel, morte aos Estados Unidos".

"Imagens do lançamento de um grande número de mísseis balísticos e alados e drones contra o inimigo israelense na Palestina ocupada, em resposta aos seus crimes na Faixa de Gaza", diz uma mensagem na gravação.

Terroristas do Houth divulgam vídeo do que seriam ataques realizados contra Israel

Terroristas do Houth divulgam vídeo do que seriam ataques realizados contra Israel

Reprodução redes sociais/Yahya Sarea via EFE - 1º/11/2023

"Alahu Akbar [Deus é o maior]", "Lá vamos nós, oh, Al Aqsa!", "Morte aos EUA", "Morte a Israel" ou "Maldição a Israel", cantam supostos combatentes houthis em paralelo com imagens de lançamentos de mísseis e drones.

Uma voz também é ouvida dizendo que esses ataques são "em apoio aos irmãos do povo palestino pela força de mísseis do Iêmen".

Não se sabe se esse é um novo ataque dos houthis ou se as imagens divulgadas nesta quarta-feira são as de três ataques realizados nos últimos dias e reivindicados pelo porta-voz militar da milícia em uma declaração televisionada nesta terça-feira (31), na qual advertiu que as operações contra o Estado judeu "continuarão" enquanto o bombardeio israelense na Faixa de Gaza continuar.

O Exército israelense, que ameaçou retaliar tais ataques, informou nesta terça-feira que seus sistemas de defesa interceptaram um "alvo aéreo" que se dirigia ao seu território, disparando alarmes na cidade de Eilat, no extremo sul do país, na costa do mar Vermelho.

Israel acusou formalmente os terroristas do Houthi do Iêmen de lançar "mísseis e drones" que visavam a seu território, mas atingiram duas cidades turísticas no Egito, perto da fronteira, ferindo pelo menos seis pessoas.

Os houthis postaram nesta terça-feira, em suas contas, um vídeo de exercícios militares em que usam projéteis e drones para simular o combate a favor do Hamas e contra Israel e os Estados Unidos, manobras que chamaram de "Inundação de Al Aqsa", nome dado ao ataque múltiplo do Hamas contra o Estado judeu em 7 de outubro.

Os terroristas iemenitas controlam Sana e grande parte do norte e do sul do país árabe — um dos mais pobres do mundo devido ao conflito interno — desde que se revoltaram em 2014 contra o governo iemenita reconhecido internacionalmente.

Últimas