Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tumulto deixa ao menos 12 mortos em partida de futebol em estádio de El Salvador

Segundo a Polícia Nacional Civil, o incidente foi provavelmente causado pela venda excessiva de ingressos

Internacional|Do R7

El Salvador
El Salvador El Salvador

Doze pessoas morreram em um tumulto de torcedores que foram ao estádio Cuscatlán, em El Salvador, na noite deste sábado (20), para assistir a uma partida do torneio local de futebol entre os times Alianza e FAS, informou a Polícia Nacional Civil (PNC).

"Preliminarmente temos um resultado negativo de 12 vítimas, nove que estão aqui no estádio e outras três, fomos informados, que estão em hospitais diferentes", disse à imprensa o diretor da PNC, Mauricio Arriaza.

"O futebol salvadorenho está de luto", disse Arriaza sobre a tragédia.

Segundo o órgão de segurança, "os primeiros relatos apontam para uma debandada de torcedores que tentaram entrar para assistir ao jogo entre Alianza e FAS".

Publicidade

A partida foi suspensa enquanto as forças de socorro retiravam as pessoas do local, em uma operação que envolveu centenas de policiais e militares.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

O clima era de confusão no estádio, onde predominava o intenso uivo das sirenes das ambulâncias, confirmou a AFP.

Publicidade

Em meio à emergência, o ministro da Saúde, Francisco Alabí, garantiu que na rede hospitalar “estão prestando atendimento médico a todos os pacientes”.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, expressou rapidamente suas condolências "à família e aos amigos" dos falecidos.

"Nós, juntamente com a Fifa e a comunidade mundial do futebol, nos solidarizamos com todos os afetados, bem como com o povo da República de El Salvador, a Concacaf, a Federação Salvadorenha de Futebol e a Primeira Divisão de Futebol de El Salvador nestes tempos difíceis", acrescentou Infantino em seu comunicado.

Mais de 500 atendimentos

Quanto aos socorridos, o porta-voz do grupo de resgate Comandos de Salvamento, Carlos Fuentes, declarou que "preliminarmente foram atendidas mais de 500 pessoas" que se concentravam no setor "sol popular", que fica na zona sul do estádio, com capacidade para cerca de 35 mil pessoas. 

As cem pessoas em estado mais grave foram transferidas para hospitais nacionais e para o Instituto Salvadorenho de Previdência Social; algumas apresentavam sinais de asfixia, e outras, "diversos tipos de trauma".

A respeito do que levou ao começo do incidente, Fuentes disse que "aparentemente um dos portões do setor solar caiu, e isso causou aglomeração de pessoas".

Jogadores das equipes que se enfrentariam no último jogo das quartas de final do torneio local de futebol se uniram ao atendimento aos feridos dentro do estádio.

"Eu não conseguia respirar"

Entre os sobreviventes do tumulto está Sandra Guzmán, de 40 anos, que foi internada no Hospital Nacional Rosales, na capital.

"Muita gente caiu em cima de mim; eu não conseguia nem respirar, eles estavam me afogando", disse Guzmán à AFP na madrugada deste domingo, quando deixava o hospital.

Quando estava em frente ao portão, narrou, "as pessoas me empurraram para entrar [no estádio], não me deram chance de voltar; quando vi entrei em crise, tinha muita gente em cima de mim. Desmaiei, quando acordei estava no hospital".

Com um curativo no joelho esquerdo, Sandra saiu do hospital com dificuldade, acompanhada do amigo Javier Ramírez, 31. Ambos confessam que foi "a primeira e a última vez" que lhes acontece um contratempo desse tipo porque não vão voltar ao estádio.

Bukele anuncia investigação exaustiva

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, disse que está em andamento uma investigação para apurar os responsáveis.

"A PNC e a Promotoria realizarão uma investigação exaustiva dos fatos ocorridos no estádio Cuscatlán", escreveu Bukele no Twitter.

"Todos serão investigados: times, dirigentes, estádio, bilheteria, liga, federação etc.", acrescentou.

Ele advertiu que, "quem quer que sejam, os culpados não ficarão impunes".

O diretor Arriaza disse que a investigação “será minuciosa para apurar a responsabilidade, seja por ação ou por omissão de alguns dirigentes”.

Eles também vão tentar apurar "por que os torcedores tomaram a decisão de arrombar um dos portões da zona sul" do estádio.

Nessa mesma zona, segundo o responsável, registraram-se problemas “com os leitores de QR Code da bilheteria”.

Federação lamenta incidentes

Em nota, a Federação Salvadorenha de Futebol (Fesfut) disse que "lamenta profundamente" os fatos ocorridos no estádio Cuscatlán.

“O Fesfut solicitará imediatamente um relatório sobre o ocorrido e comunicará o que for pertinente no menor tempo possível”, afirmou.

Devido aos acontecimentos, o ente federativo anunciou que “todo o futebol em nível nacional está suspenso” neste domingo (21).

Ele também anunciou uma reunião da Comissão de Segurança do Local Esportivo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.