Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Youtuber acusado de matar a namorada fez live falsa de videogame para enganar a polícia

Stephen McCullagh pré-gravou uma transmissão ao vivo do game GTA; ele teria deixado mensagens secretas na transmissão

Internacional|Larissa Crippa*, do R7


Stephen tinha quase 40 mil inscritos no YouTube e fazia vídeos sobre jogos e brinquedos
Stephen tinha quase 40 mil inscritos no YouTube e fazia vídeos sobre jogos e brinquedos

Stephen McCullagh, de 33 anos, um youtuber famoso na Irlanda do Norte, matou sua namorada, grávida, em 18 de dezembro e tentou escapar da polícia usando como álibi uma live do game GTA, o que provaria que ele não poderia ter cometido o crime, afinal estava ao vivo na internet no momento em que tudo aconteceu. Mas a Justiça local não acreditou na história, e o youtuber está preso. Nesta terça (7), ele esperava deixar a prisão por meio de um pedido de fiança, que foi negado pela Royal Court of Justice.

FACADAS

Na noite em que Nelly McNally, de 32 anos, grávida de 15 semanas, foi assassinada em sua casa, na cidade de Lurgan, Stephen estava ao vivo em suas redes, jogando Grand Theft Auto: Vice City. A transmissão, feita através de seu canal, que tem cerca de 40 mil inscritos, durou seis horas.

Usar GTA foi mesmo um ótimo álibi, tanto que, inicialmente, McCullagh foi descartado como suspeito. Acontece que, após análises cuidadosas de especialistas em computação e em videogames, foi provado que a tal live havia sido pré-gravada e transmitida como se fosse ao vivo.

Publicidade

Depois de provado que o vídeo foi gravado num outro dia, o youtuber voltou a ser investigado pela polícia. A acusação acredita que exista um longo e frio planejamento por trás do crime, já que a escolha do jogo — que tem mortes e assassinatos — e coisas ditas por McCullagh no vídeo teriam mensagens ocultas a respeito da morte de Nelly.

Famoso por deixar dicas em seus vídeos, de planos ou conteúdos futuros, Stephen poderia ter mandando mensagens sobre o crime. A advogada de acusação, Natalie Pinkerton, acredita que os indícios já começaram no nome da transmissão, que era Violent Night (noite violenta, em português).

Publicidade

“Vale ressaltar que o sr. McCullagh decidiu transmitir um vídeo falso que ele nomeou especificamente como Violent Night, no que realmente foi uma noite extremamente violenta", disse Natalie ao portal Belfast Telegraph.

Além disso, no vídeo, o homem ficava repetindo coisas como “eu preciso matar essa cadela, eu preciso derrubá-la”.

Leia também

No momento exato em que Nelly foi morta, o acusado estava fazendo uma missão do jogo em que o protagonista mata uma mulher e faz parecer acidente. "Na hora do crime, em três horas de stream, bem quando os vizinhos da vítima dizem ter ouvido ela gritar, o acusado escolheu trasmitir essa missão", reforça a advogada.

"A maldade está nos detalhes, os detalhes desse vídeo são aterrorizantes. Ele planejou tudo meticulosamente", finaliza.

Depois de McCullagh perder o álibi, as autoridades conseguiram identificar, por meio de câmeras na rua, um homem de estatura similar à do youtuber rondando a região da casa de McNally no mesmo período do assassinato. Um motorista de táxi reconheceu o homem e afirmou que o levou para casa, saindo no mesmo sentido do local onde McCullagh mora.

A polícia acredita que o crime possa ter sido motivado por ciúme, já que a jovem mantinha contato online com um ex-parceiro. As investigações continuam. McCullagh nega que tenha matado a namorada.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr. 

Dezenas de crocodilos se canibalizam após serem abandonados em fazenda

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.