Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Opositora de Nicolás Maduro está desaparecida há quatro dias

A ativista foi detida no aeroporto internacional Simón Bolívar

Boletim JR 24H|

Na Venezuela, a defesa da ativista Rocío San Miguel denunciou que ela e a família foram vítimas de desparecimento forçado. Segundo a equipe, Rocío está há mais de cem horas incomunicável.  A ativista e analista militar foi detida na sexta-feira (9) no aeroporto internacional Simón Bolívar, localizado na cidade de Maiquetía, perto da capital Caracas, quando se preparava para deixar o país.  Autoridades disseram que ela vai responder por crimes de terrorismo e conspiração. Rocío é acusada pelo regime venezuelano de fazer parte de um plano para assassinar o ditador Nicolás Maduro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.