Logo R7.com
Logo do PlayPlus
JR 24H
Publicidade

Ao vivo: acompanhe o JR Entrevista com a senadora Zenaide Maia 

Parlamentar diz que quer aprovar no Congresso Nacional um projeto que classifica a síndrome de Tourette como deficiência

JR Entrevista|Do R7, em Brasília

A convidada do JR Entrevista que vai ao ar às 19h45 desta quinta-feira (2), na Record News, é a senadora Zenaide Maia (PSD-RN) (veja no vídeo acima). Ao jornalista Yuri Achcar, ela disse que pretende aprovar o projeto que inclui a síndrome de Tourette no rol de deficiências para dar aos portadores acesso a direitos como profissional de apoio escolar e acompanhante ou atendente pessoal em, por exemplo, situações de internação em hospital. O programa também está disponível no R7, nas redes sociais e no PlayPlus.

Zenaide Maia é a convidada do JR Entrevista
Zenaide Maia é a convidada do JR Entrevista Zenaide Maia é a convidada do JR Entrevista

A senadora afirma que quer aprovar o projeto na comissão de direitos humanos até novembro. "Não só vou relatar a favor, como vou fazer parte, lutar, falar sobre isso e dar esse direito às pessoas que estão com essa patologia que, muitas vezes, antes da ciência descobrir, eram retiradas das salas de aula como pessoas rebeldes", afirmou.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade
Hoje a ciência nos deu a oportunidade de mostrar que é possível fazer tratamentos%2C acompanhar essas pessoas e dar um vida digna a elas.

( senadora Zenaide Maia (PSD-RN))

O Estatuto da Pessoa com Deficiência prevê que a avaliação da deficiência deve considerar fatores como os impedimentos nas funções e nas estruturas do corpo; os fatores socioambientais, psicológicos e pessoais; e a limitação no desempenho de atividades, e restrições na participação social.

A senadora comentou possíveis obstáculos para a aprovação da lei. "Claro que tem sempre [parlamentares] contra, né, mas a patologia existe, os pacientes existem, os brasileiros estão aí e estão clamando por isso. Então, cabe ao Congresso Nacional fazer essa lei", afirmou.

Publicidade

"Não é impacto financeiro, temos que olhar o lado humano", acrescentou. Zenaide disse ainda que vai cobrar a sanção presidencial tão logo o Congresso aprove o projeto. 

'Reforma tributária não traz justiça'

Para a senadora, a reforma tributária não traz justiça. "Essa reforma tributária não faz o que deve fazer: a justiça tributária. Quem ganha mais, paga mais, e quem ganha menos, paga menos; quem lucra menos, paga menos, e quem lucra mais, paga mais. O Brasil é um dos únicos países do mundo que não cobra impostos sobre lucros e dividendos", diz a senadora.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.